Conhecimento sempre é bem-vindo, seja sobre algum assunto científico, ou qualquer outro assunto da vida, de si mesmo, do outro, do mundo…

O conhecimento elucida, transforma opiniões em algo real, e assim é possível entender mais profundamente de algo ou de uma pessoa.

Quando sabemos de uma pessoa ou de algo superficialmente, não conhecemos de fato. Ter uma ideia não é conhecer… Isso gera muita confusão, gera ignorância e arrogância.

O arrogante pensa conhecer, mas não sabe nada sobre o assunto ou pessoa, tem vaga ideia e acredita que pode emitir uma série de opiniões. E, muitas vezes, quem estudou muito tal assunto ou conhece muito uma pessoa, ainda acredita ser pouco este conhecimento para conseguir emitir uma opinião, quer sempre conhecer mais para conseguir avaliar melhor. Esta é a crucial diferença entre pessoas que buscam realmente o conhecimento e pessoas que só querem falar por falar… os superficiais e vazios.

Buscar conhecimento é muito necessário e urgente em um mundo tão raso. Acontecem muitos equívocos porque as pessoas não conhecem tal assunto direito e emitem muitas opiniões. Não admitem que não sabem o suficiente…

“Tudo é perigoso
Tudo é divino maravilhoso
É preciso estar atento e forte”( Gal Costa)

Para conhecer uma pessoa melhor, é preciso observar de uma forma antropológica, aprofundar-se na sua história, sua cultura, sua forma de interpretar a vida e o mundo, sua forma de interiorizar emoções, conceitos, vivências; é necessário fazer isso como sendo ela, não de uma forma particular de quem observa, é preciso mergulhar no outro, quase sentindo o que ele sente, como o bom escritor de uma biografia, aquele que mergulha na vida da pessoa que se pretende escrever e se abstém de julgamentos e busca ver a pessoa como ela é, e não como pensam que ela seja.

Existem lacunas quando colocamos o nosso ponto de vista do que achamos, pensamos sobre alguém – ou sobre determinado assunto – e o que realmente o assunto ou a pessoa representam. Nossa forma de interpretar realidades é restrita, pequena, equivocada. Porque cada pessoa tem a sua forma limitada de observar algo, segundo sua própria interpretação e vivência. Existe o ponto crucial de quem se propõe a conhecer: abster-se de opiniões É difícil alcançar este ponto crucial de uma investigação, rumo ao verdadeiro conhecimento, porque é necessário ver fatos e circunstâncias de uma forma muito mais abrangente, sem críticas e sem dar um valor pessoal, sem dar um juízo de valor ao que estiver sendo observado.

Conhecer é se aprofundar, observar, ter uma compreensão ampla do que estiver sendo observado, livre de todo e qualquer preconceito.

O conhecimento liberta, mas tem muita gente que prefere a falsa proteção e a limitação da ignorância.

Quando existe um aprofundamento do conhecimento, a pessoa irá se transformando, enquanto estuda o seu objeto, situação ou pessoa. O conhecimento verdadeiro transforma totalmente.

Quando avalia o outro de seu ponto de vista, você não consegue enxergá-lo de fato como ele é, não consegue se aproximar da realidade dele. Desta forma, não terá a imparcialidade necessária para uma conclusão real e que corresponda a uma verdade.

Vamos aprender, vamos estudar, vamos conhecer antes de sairmos julgando, avaliando pessoas, situações. Atualmente há muitas formas de obter conhecimento. Há muitas formas de se aprofundar e realmente saber ter mais precisão e amplitude sobre o que pretende realmente conhecer, compreender.

Quem quer realmente conhecer e compreender sobre algo ou alguém, precisa exercitar muito o “não saber”; quem acredita que já sabe, não consegue aprofundar seu conhecimento. Faz-se necessária certa humildade e um senso investigativo aprofundado e uma pesquisa profunda em tudo que precisa ser visto, entendido, compreendido e observado.

Aprender, conhecer como uma criança, desprovido de conceitos prévios e com muita alegria, sem ranços, sem despeitos e se despindo de todo e qualquer preconceito.

“Quando admite a ignorância, você está abrindo a porta da sabedoria.” ( Sócrates)

O conhecimento é abrangente, amplo e infinito.

Autoconhecimento é importante e fundamental, também é importante que se proponha a conhecer o outro de forma abrangente e real, conhecer o mundo a sua volta, inteirar-se de todos os assuntos para ter uma maior compreensão e não vaga ideia de tudo.

Conhecimento é poder, e a ignorância o deixa refém da manipulação e do poder de quem o tenha.

Liberte-se, amplie o seu mundo, o seu interior, inteire-se dos assuntos, queira ampliar seus horizontes, olhar adiante, alcançar o infinito do pensamento e a vastidão de tudo que existe.

Ignorar

Equivocar-se

Desvendar

Compreender

Conhecer

Desmitificar

Assimilar

Entender

Estudar

Observar

Desprover de preconceitos

Pesquisar

Horizonte

Ir além de tudo

Vastidão

Imensidão

Discernimento

Sabedoria

Imagem: Sasin Tipchai

Você sabia que o Fãs da Psicanálise também está no Instagram e no Facebook? Que tal fazer uma visitinha para nós por lá?

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Patricia Tavares
Sou Psicóloga pós graduada, Reikiana Nível 3.Trabalho há 21 anos em consultório com psicoterapia, hipnose clínica. Já trabalhei em hospital, núcleo de violência da mulher. Acredito na vida, no amor, nos bons sentimentos, no perdão, na beleza da alma, na superação, no ressignificar, na humanidade. Adoro escrever e falar sobre sentimentos, superações, motivar pessoas, conseguir promover o melhor, despertar o que possa ser maravilhoso em cada um de nós e libertar pessoas de suas prisões emocionais, com uma nova e especial forma de viver, independente dos acontecimentos da vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here