Pela primeira vez em muito tempo, estou encontrando beleza em estar sozinha. Ao cuidar de mim mesma pela primeira vez. Ao acordar todos os dias, tentando fazer algo apenas pelo bem da minha felicidade. Tentando fazer algo que me aproxime dos meus sonhos. Pela primeira vez em muito tempo, eu realmente quero estar sozinha Não é um show. Não é um ato de adoçar a ‘solidão’. Nunca foi tão real quanto é agora. Pela primeira vez em muito tempo, estou admitindo que posso estar emocionalmente indisponível, que ainda preciso de tempo para me curar.

E tudo bem, é certo admitir que você está um pouco perdida e ainda está planejando as coisas, é certo admitir que você não tem certeza se está pronto para voltar e dar seu coração a alguém e não há problema em gastar todo o tempo do mundo para entender o que você quer, quem você é e quem realmente está procurando. Tudo bem, desde que você seja honesta consigo mesmo e com os outros, desde que não esteja liderando ninguém e contanto que tome as medidas necessárias para se curar por dentro.

Pela primeira vez em muito tempo, não estou procurando cura nos outros. Não estou buscando validação para me sentir melhor sobre minhas próprias irregularidades ou deficiências. Pela primeira vez em muito tempo, estou realmente aprendendo o que significa me perdoar, parar de me bater por cada pequeno erro. Estou realmente aprendendo o que significa ter coragem de me redimir e admitir que algumas coisas foram tudo minha culpa e nunca é tarde para tentar corrigi-las.

E tudo bem, tudo bem procurar por todas as respostas, tudo bem aprender novamente como confiar em si mesmo novamente e embarcar em uma nova jornada. Não há problema em começar de novo e admitir que há muito tempo você não faz as coisas certas ou não está no estado de espírito certo. Não há problema em perceber que talvez você tenha sido o problema e começar a procurar soluções. Desde que você esteja determinado a ser a melhor versão de si mesmo. Desde que você esteja pronta para se afastar de certas pessoas e situações que não a ajudarão a superar todos os desafios e enquanto estiver pronta para fazer o que for necessário para viver uma vida saudável, incluindo mudar a si mesmo.

Autora: Rania Naim

*Texto traduzido e adaptado por Verena Paccola com exclusividade para o site Fãs da Psicanálise. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here