Depois da gestação, sempre sobram uns quilinhos a mais. Com o processo todo da amamentação, das noites mal dormidas, das preocupações com o bebê e da correria de todos os afazeres do dia a dia , nem sempre as recém mamães conseguem se alimentar corretamente. Resultado: o peso de desequilibra. Na maior parte das vezes, para mais. Em alguns casos, para menos.

As que estão com uns quilinhos a mais lutam para conseguir perde-los rapidamente. Mas não é fácil.

Perder pouco ou perder muito, não importa. O difícil é perder alguns quilos e mantê-los perdidos, sem os “encontrar” de volta, depois de um tempo.

Porque é tão difícil perder peso?

Estímulos para perder os quilos a mais não faltam neste nosso mundo contemporâneo. O corpo esguio, bem delineado, é o sonho de consumo de muita gente, posto que é o modelo de beleza vigente. Quem não deseja se sentir bela? Quem não tem um prazer discreto (ou explícito) ao ser invejado e/ou elogiado por sua beleza física?

Fora os aspectos meramente estéticos, há também os que se relacionam à saúde e que nos impelem a fazer uma dieta. A obesidade crescente, em todas as faixas etárias, trás consigo outras comorbidades indesejadas e infelizmente também cada vez mais incidentes: doenças cardiovasculares como hipertensão, derrames e infartos; diabetes ou até depressão.

Estímulos para perder peso, portanto, não faltam!

Voltamos à pergunta: porque é tão difícil? Será por falta de conhecimento?

Dificilmente. Pergunte para qualquer criança o que é uma alimentação saudável e ela te responderá corretamente. Todos sabemos o que podemos comer- e principalmente o que devemos deixar de comer- se quisermos emagrecer. Estes alimentos chamados “saudáveis” estão à disposição de todos, nas feiras, sacolões e supermercados. Mais importante: além de estarem à disposição, não são mais caros. Ao contrário, quem faz dieta geralmente faz também economia no supermercado. Claro que fazer uma dieta com a orientação profissional de um nutricionista fica muito melhor. Pode não ser mais “fácil”- mas certamente será muito mais apropriada e saudável.

Todos também sabemos que praticar exercícios físicos é fundamental para aumentar o gasto energético diário e, consequentemente, nos ajudar a perder os quilinhos a mais.

Sabemos o quê fazer e como fazer. Cada uma de vocês PODE perder os quilinhos que tanto incomodam. Vocês sabem o que devem e o que podem comer para isso. Além, claro, de aumentar os gastos com exercícios físicos. A dica que eu dou é uma só: decidam e tenham determinação. Quem decidir de verdade, consegue.

O mais difícil é dar o primeiro passo.

(Autora: Dra. Ana Escobar – médica pediatra, professora livre docente FMUSP)

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here