“Seus filhos não são seus filhos, são filhos e filhas da vida, desejosos por si mesmos”.

Este lindo verso de Khalil Gibran resume em poucas palavras a missão que os pais concluem quando os filhos saem de casa para criar sua própria história de vida. Embora os acompanhemos, eles já pertencem ao mundo. Demos a eles as ferramentas para aprender a voar com suas próprias asas. Agora temos o desafio de iniciar uma nova etapa.

Síndrome do ninho vazio

Quando as crianças atingem a idade adulta e saem de casa por causa de estudos, porque se casam ou porque decidiram se tornar independentes, percebemos que os filhotes começaram a voar e deixar o ninho. É o momento em que um imenso vazio nos invade.

Eles não estão mais lá, você não prepara as roupas nem sabe a hora em que eles chegarão para preparar o jantar. Eles se foram e o vazio deixa você com grande tristeza. Isso é o que conhecemos como “síndrome do ninho vazio“.

Estudos demonstraram a existência dessa síndrome e, embora ocorra em homens e mulheres, são as mulheres que mais sofrem.

Reoriente seu papel de mãe

Você realizou uma etapa importante na vida de seu filho. Agora que eles foram embora, reorganize-se, transforme essa tristeza na confiança em que seu filho vai precisar de você, para organizar sua vida independente e seu lar. Ele precisará consultá-la sobre esse novo momento, não para que você invada o novo espaço dele, mas para que você dê a ele suas opiniões e sua experiência.

Nesta nova posição, você pode ser muito importante para seus filhos. Servirá como um incentivo para a angústia em momentos de dúvidas. Pense que eles não deixaram sua vida para sempre. E você ainda é igualmente importante para eles. Realize seu novo papel e você entenderá que a tristeza não tem sentido.

Concentre-se no que você ganhou

Às vezes, a condição dos seres humanos nos leva a concentrar nossas energias nas perdas pelas quais estamos passando, sem nos dar conta ao que realmente alcançamos.

Quando um filho sai de casa, é porque ela está pronta para assumir o controle de sua vida , o que trará benefícios e novas oportunidades para ele e para você. É por esse motivo que afirmamos que vale a pena canalizar as novas expectativas e necessidades de maneira positiva. Você pode se concentrar em novos projetos pessoais que possa ter deixado de lado. Comece a trabalhar na ideia desses novos horizontes.

A janela para uma nova perspectiva

Se você já fechou um ciclo importante da sua vida, dê a si mesmo a oportunidade de começar uma nova etapa . Você pode ocupar sua mente e seu tempo em atividades que o agradem e tragam outros benefícios. Por exemplo, comece o voluntariado, trabalho de caridade, trabalho comunitário ou qualquer projeto que você tenha decidido adiar por conta da maternidade. Geralmente, são opções nas quais seria bom redirecionar suas capacidades e sua energia.

Pense, antes de tudo, que você é o exemplo para seu filho. Se até agora você conseguiu acompanhá-lo e carregá-lo com a mão, não será difícil demonstrar mais uma vez que você é capaz de programar mudanças em sua vida para o seu bem. E essa capacidade de se reinventar deixa uma marca com a qual você poderá enfrentar seus próprios desafios.

Passe pelo duelo

Este também é um tipo de duelo. Você sente que perdeu algo e deve se recuperar dessa perda que, na realidade, não é. Simplesmente houve uma mudança de papéis e lugares.

No entanto, é muito saudável que você possa expressar sua dor da maneira que precisa, porque está passando por um processo de luto que será gradualmente deixado para trás. Não se preocupe se sentir vontade de chorar, você deve fazê-lo para liberar sua angústia. É um momento emocional muito pessoal de lembrança. Não recuse lágrimas de alívio, mas também não se apegue a elas. Vida que segue!

Viva seu relacionamento

Permitam-se passeios juntos, um jantar, um filme ou também eventos com amigos, onde vocês podem desfrutar da companhia um do outro. Quando o ninho está vazio, essa constância permitirá que você promova seu relacionamento mais do que nunca. Você não está sozinha, está com ele.

Agora, vocês têm mais tempo livre e é a melhor oportunidade para curtir como casal e encontrar atividades inovadoras que agradam a ambos: comer fora, praticar esportes, conhecer novos lugares ou viajar.

Aprenda a dominar medos

Geralmente, durante a maternidade e paternidade, as preocupações são permanentes. Você tem medo dos perigos da rua, da hora em que seus filhos devem chegar, se preocupa com tudo. Quando eles saem, você está predisposto a se preocupar exatamente porque eles não estão em casa e sob sua atenção.

Faça o exercício de dar liberdade, porém isso não significa que você os deixa à sorte deles, você estará simplesmente participando do que estão fazendo e com quem, sempre cuidando de longe. Dê a oportunidade deles se defenderem na vida que eles escolheram com as ferramentas que você deu ao longo da vida. Essa será sua maior satisfação.

Você pode até praticar exercícios de relaxamento que permitem liberar tensões e afastar da sua mente todos os pensamentos negativos que lhe roubam a tranquilidade. Viva essa nova etapa e deixe seus filhos crescerem em seu próprio espaço.

(Fonte Original gutenberg.rocks)
*Texto traduzido e adaptado por Naná cml da equipe Fãs da Psicanálise.

*Texto traduzido e adaptado com exclusividade para o site Fãs da Psicanálise. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here