Recentemente, tem-se falado da terapia do riso como uma alternativa terapêutica formal que ajuda e beneficia as pessoas, mas os benefícios desse comportamento instintivo são conhecidos há muito tempo.

Muitas culturas, pensadores e rituais de todas as partes do mundo consideram o riso um comportamento positivo e portador de grandes vantagens por séculos. Mas foi apenas algumas décadas atrás que esses efeitos inevitáveis do riso sobre nós começaram a ser comprovados cientificamente .

Nos níveis físicos, há uma diminuição do cansaço e da dor (graças ao aumento dos níveis de endorfina no corpo), além de exercitar os músculos e órgãos internos através da vibração do corpo.

Nos níveis psicológicos, produz bem-estar, alegria e felicidade (graças ao aumento da serotonina), diminuição do estresse (diminuindo o cortisol) e sensação de euforia e excitação (devido ao aumento da dopamina).

Como podemos ver, existem certas garantias científicas que verificam que o riso pode nos proporcionar saúde física e mental. Mas é que, além desses testes objetivos, podemos observar que quem ri, entra em contato total com o momento e desfruta do presente em sua totalidade, esquecendo por um momento tensões, preocupações e emoções negativas. Partindo para que uma predisposição positiva o inunda diante do mundo.

E o riso nada mais é do que isso, para mostrar positivismo em relação à vida, uma capacidade de prazer e diversão que na vida cotidiana são essenciais para viver plenamente e em harmonia. A terapia do riso nos ajuda a adquirir essa visão e nos mostra que existe um caminho cheio de sorrisos que todos nós podemos percorrer.

(Fonte: mundopsicologos)

*Texto traduzido e adaptado com exclusividade para o site Fãs da Psicanálise. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

(Imagem: Eliabe Costa)

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here