Para muitos a Yoga ainda está relacionada principalmente a aptidão e força física, com posições e alongamentos quase acrobáticos. No entanto, limitar essa prática a um simples benefício físico, está longe do princípio da yoga. Essa sabedoria de 5000 anos, em sua essência, significa – união.

Mais do que simplesmente uma série de exercícios, a yoga é a integração de mente, corpo e espírito, por meio de quatro elementos que se complementam: práticas de respiração, posturas físicas, meditação e um estado de relaxamento profundo. Essas características da yoga conseguem atuar em conjunto nos níveis físico e psicológico, alcançar a perfeita harmonia entre o corpo e a mente e melhorar vários aspectos da saúde ao mesmo tempo.

Segundo especialistas da Harvard Medical School, no relatório sobre Introdução a Yoga, essa prática mente-corpo realmente consegue trazer benefícios reais à saúde de diferentes formas. A yoga ativa áreas do cérebro que aumentam a alegria e diminuem as emoções ligadas ao estresse, reduzindo a ansiedade e a depressão e aumentando os níveis de energia. A prática regular da atividade auxilia na preservação das funções cognitivas, associadas à memória e a concentração, durante o envelhecimento.

As posturas da Yoga, são chamadas de Asanas, e algumas exercitam e fortalecem os nervos e músculos, aumentam a flexibilidade e o equilíbrio do corpo. Outras técnicas, vão ajudar a diminuir os níveis de adrenalina e cortisol, auxiliar na perda de peso, prevenir diabetes e doenças cardiovasculares. Já a meditação na yoga, pode ser extremamente reconfortante para o cérebro, aumentar a imunidade e os níveis de antioxidantes naturais. É comprovado que o envolvimento completo do praticante em uma asana libera endorfina, hormônio que atua sobre o sistema nervoso central aumentando a sensação de bem-estar.

A Yoga pode ser a opção perfeita

Não existe limite de idade para essa atividade, o fundamental é iniciar com asanas mais simples, e aumentar aos poucos a complexidade das posturas.

A evolução na yoga requer paciência e dedicação. Por esse motivo, é essencial estabelecer um horário e ser disciplinado para manter uma rotina. Para quem está iniciando, o mais indicado pode ser praticar de dez a vinte minutos todos os dias. E uma ou duas vezes por semana, realizar práticas mais longas. Sendo que as sessões podem alternar, dias com mais intensidade e outros com atividades mais leves. Na yoga é importante “escutar” o corpo, para que os resultados sejam gratificantes.

A melhor escolha: aulas de yoga na academia ou em casa?

Outro ponto a ser considerado é o fato de não ser preciso ir até uma academia para praticar yoga. Na web é possível encontrar ótimos professores, com opções de aulas completas, meditações guiadas, exercícios de respiração, que são adequados para cada pessoa. E desde que o chão seja plano e liso, a yoga pode ser realizada em quase todo lugar: em casa na sala, na varanda, no jardim ou em algum outro espaço que o praticante sinta se confortável.

Para realizar as asanas corretamente, roupas leves que permitam total movimentação do corpo, são as mais indicadas. Maior apoio e segurança nas posturas é possível com um “yoga mat”. Aquele tapete que costuma acompanhar os praticantes de Yoga.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here