O amor é uma história que nunca termina, tem reviravoltas imprevisíveis nos mais diversos e inesperados momentos  Corro o risco de parecer dramático (antecipadamente culpado sobre o que vou falar) mas é assim que vejo meus relacionamentos anteriores ​​. Deixe-me explicar: Eu não sou perfeito . Eu fui culpado em algumas das situações que inspiraram as lições abaixo. Portanto, se puder tirar proveito das lições de quem já passou por problemas de relacionamento, bom proveito:

1. A vida acontece.

Não procure desesperadamente por significado onde não existe nenhum . A maioria dos relacionamentos não terminam porque um dos parceiros fez algo “errado”. Mais frequentemente , os seus caminhos se dividem em direções opostas. Um recebe uma promoção que exige uma mudança para uma cidade grande. O outro prefere uma vida de cidade pequena. Um foi aceito numa Universidade fora do Estado. O outro freqüenta uma universidade local.  Mesmo sendo compatível  inicialmente, isso não garante que as coisas vão ficar desse jeito. Há que se saber quando seguir em frente. Porém, se um dos dois abrir mão de seus planos para seguir o outro, muito cuidado para que esse fato não surja posteriormente em qualquer discussão. Se tiver que abrir mão, faça-o conscientemente, para sempre e esqueça!

2. Aceite suas peculiaridades.

Não se sinta incomodada sobre suas sardas, a maneira de rir, ou o tique nervoso no olho. Suas peculiaridades a tornam única. Existe apenas uma resposta adequada a um elogio : ” Obrigado ” E se o seu parceiro lhe diz o quanto é bonito seu sorriso (ou quanto é bonito o bigode dele) uma centena de vezes , ele ou ela provavelmente está sendo sincero. Não há porque fazer um drama. Sorria e diga obrigada/o.

3. Você não é tudo.

Não ache que o mundo do seu parceiro tenha que girar em torno de você . O que pode parecer  falta de interesse geralmente é nada mais do que cansaço disfarçado. Emoções são drenadas por coisas estressantes fora de nossos relacionamentos. O dia a dia pode ser massacrante. Se o seu parceiro não quer sair, não imagine logo que isso tem a ver com você. Talvez apenas esteja com sono. E se um dos dois assim mesmo, sair só para agradar ao outro, vá de bom humor, desfrute o momento, agradeça pela oportunidade, e esqueça, para não cobrar isso no futuro

4. Sua parceira não lê mentes.

Não aja como se estivesse tudo bem quando você está claramente chateado. Para começar, você não está enganando ninguém, as mentes e os corações se comunicam, e é bobagem guardar rancor sobre algo que você não está disposto a resolver. Se perceber que a sua mente está criando um problema maior do que realmente é, esqueça. Mas se algo está errado, a melhor maneira é falar sobre o assunto. Num diálogo maduro e isento de acusações ou dedos apontados, está a solução da maioria dos conflitos. Cada um pode ter diferentes ponto de vista sobre o mesmo assunto. Aprenda a relevar.

5. Transmissão de textos podem e vão ser mal interpretados.

Não se aborreça com um erro honesto. Fico encabulado em admitir que muitas discussões com minha ex era resultado direto da falta de comunicação. Vamos dizer que aprendi que o sarcasmo e a ironia nem sempre são bem interpretados em um texto. Se você está digitando em um acesso de raiva, dê um tempo e salve o assunto para ser discutido pessoalmente. As palavras ditas e a linguagem corporal, além do olho no olho, dizem muito mais que um monte de letras frias.

6. Ninguém é 100% “certo” ou “errado”.

Não tenha medo de desavenças. É parte natural de qualquer relacionamento. Esteja disposto a fazer concessões. Pensando que você está “certo” não significa que possa pisar sobre os sentimentos da sua parceira. Se você quer que seu relacionamento seja bem sucedido, trate-o como uma democracia, onde há o direito às discordâncias, opiniões e pontos de vista diferentes (e não como uma ditadura onde só vale o que penso, falo e faço) .

7. O amor é lindo. A obsessão é doentia.

Não se apegue a um navio afundando. É bom estar intensamente interessada por uma pessoa, mas se você encontrar-se encantada com alguém que não retorna seus sentimentos, e você espera e quer mais, é melhor seguir em frente. Até porque a intensidade de cada envolvimento é uma coisa muito pessoal. E se você se encontra em um relacionamento onde há um desequilíbrio claro no nível de compromisso (muitas vezes refletida em coisas como um parceiro que deseja mais contato físico ou tempo juntos do que o outro ), então você pode ter um problema. Muitas vezes idealizamos o outro e esperamos um comportamento que nunca vai existir. Nesse caso, o problema é nosso.

8. Guarde grandes discussões para uma ocasião apropriada.

Evite discutir com o seu parceiro sobre algo que vai aborrecê-lo em um momento ruim. Ou em qualquer momento, sem distinção do contexto, local, companhias, horários, etc. Eu sei que isso pode parecer estranho, já que eu disse para falar sobre as coisas que estão incomodando no item 4, mas não precisamos ser inadequados sobre a ocasião. Se o seu parceiro teve um dia muito difícil no trabalho, seja cortês o suficiente para deixá-lo relaxar um pouco antes de falar sobre o problema . Um exemplo pessoal engraçado: uma vez, recebi uma mensagem de texto que posteriormente causou um rompimento da relação enquanto eu estava no consultório do dentista , esperando um procedimento . Meu dentista começou o procedimento antes que eu tivesse tempo para reagir. Essa foi uma das horas mais incômodas da minha vida.

9. O tédio é uma ameaça ( que você pode facilmente evitar ).

Não caia na armadilha da monotonia. A vida pode ficar rapidamente aborrecida, se você fizer a mesma coisa todos os dias. Se a sua parceira está dando dicas de como seria bom fazer uma viagem,  pode ser um sinal de que a coisa está ficando entediada. E se seus encontros e programas se repetem da mesma maneira sempre, pode ligar o sinal de alerta.

10. Buscar vingança só vai piorar uma situação que já está ruim.

Não deixe que seus sentimentos feridos inspirem comportamento vingativo . Você só vai se arrepender mais tarde . Mesmo se você acredite que foi mal tratada, tentar dar o troco não vai fazer você se sentir melhor depois de tudo passado. Encontre uma amiga para conversar. Se afaste do problema e tente se acalmar antes de responder. Perdoe, se tiver essa grandeza de sentimentos. Se você não puder perdoar, tente se afastar.” O fraco pode nunca perdoar. O perdão é o atributo dos fortes . “- Mahatma Gandhi

(Autor: Daniel Wallen)

(Fonte: http://www.lifehack.org/)

 

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA