Muitas vezes somos tomados pelo medo de ter de enfrentar uma realidade que se apresenta diante de nós: o amor acabou.

Nesse artigo, refiro-me ao término do amor e não ao término da paixão, que é uma etapa inevitável na evolução da relação de todos os casais.

Nessa fase surgem muitos questionamentos.

Como ter certeza de que o amor acabou? Como saber se o relacionamento não tem mais salvação? Será que essa situação não é apenas uma fase ruim?

Vários sinais podem mostrar que uma relação está caminhando para o fim, são eles:

• brigas constantes que não levam ao crescimento do casal.

• afastamento emocional: falta de beijo, abraço, carinho, sexo, atenção.

• quando um não procura mais a companhia do outro, não buscam mais se divertir juntos.

Leia mais: A separação invisível chegou ao seu casamento?

• críticas destrutivas em relação ao outro.

• as frustrações se sobrepõem às alegrias na relação.

• coerção e desigualdade, quando um tem autoridade sobre o outro.

• desrespeito à individualidade e à privacidade do outro.

•desejo de se relacionar afetiva e sexualmente com outras pessoas.

Contudo, vale ressaltar que apesar de todos esses sinais darem fortes indícios de que a relação pode estar a caminho do fim, nem sempre eles significam que a relação ainda não possa ser resgatada.

Cada caso é um caso e tudo vai depender de como cada pessoa consegue lidar com essas situações e do interesse e esforço do casal, em fazer as mudanças necessárias para o resgate do amor.

Leia mais: Amor de verdade a gente conserta. Não joga fora…

Existe uma frase muito conhecida que diz: “não é o amor que sustenta o relacionamento, é o modo de se relacionar que sustenta o amor”.

Porém, quando estamos magoados, só conseguimos perceber os defeitos do outro. Então, surgem as críticas, os desentendimentos e não conseguimos enxergar uma luz no fim do túnel. Nessas horas, é importante se perguntar:

– quando foi que eu me dei conta de que a relação estava desgastada?

– como cada um dos lados contribuiu para a situação chegar a esse ponto?

– essa relação ainda faz sentido para mim?

Leia mais: Não, os opostos não se atraem

– eu estou disposta a buscar soluções para salvar o meu relacionamento?

– será que ambos já testamos todas as possibilidades para nos reaproximarmos?

Se você ainda tem esperança de resgatar o seu relacionamento, saiba que não dá para ficar esperando a relação se resolver sozinha, porque isso não vai acontecer. E, fingir que nada está acontecendo também não é a solução, essa atitude só vai trazer mais sofrimento para ambos.

Ou seja, você precisa conversar com o seu parceiro (ou parceira) e propor que juntos, vocês enfrentem o desafio de recuperar o encantamento, o desejo e a alegria que uma relação de cumplicidade pode proporcionar.

Em muitos casos será preciso uma ajuda profissional. Portanto, considere a possibilidade de buscar uma terapia de casal.

Porém, se depois de todos esses questionamentos, você conclui que não há mais esperança, é preciso encarar a realidade. Veja sete sinais que, geralmente, demonstram que o amor chegou ao fim.

7 Sinais de que o amor acabou

1) quando não há mais expectativas de uma das partes ou de ambas, em construir planos futuros, juntos.

2) quando não há mais possibilidade de aproximação sexual.

3) quando não há interesse no enfrentamento das dificuldades e na busca de soluções para os problemas de relacionamento do casal.

Leia mais: Separar-se dói, mas também pode ser uma benção

4) falta de flexibilidade, quando um dos lados sente que tem sempre razão e não está disposto a ter novos comportamentos para salvar a relação.

5) indiferença às necessidades emocionais do outro.

6) perda da admiração pelo outro.

7) perda do respeito.

Nesses casos, a melhor solução é preparar-se para uma separação, antes que as “feridas” fiquem ainda maiores e causem mais sofrimento para ambos os lados. Uma terapia também pode ajudar a lidar com os sentimentos e inseguranças que, frequentemente, emergem nessas situações.

Leia mais: Acabou, encare isso

Mas, é sempre bom lembrar que se o amor chegou ao fim, a vida continua e que amar é uma experiência que sempre terá valido a pena.

Quando aprendemos a extrair aprendizados dos nossos relacionamentos, nos tornamos mais fortalecidos para enfrentar essa fase de transição, além de mais confiantes e preparados para viver um novo relacionamento afetivo no futuro.

Compartilhar
Carmen Janssen
Psicanalista, Especialista em Sexualidade Humana. É colunista do site Fãs da Psicanálise.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA