Ana Maria Braga revelou, durante o “Mais Você”, da TV Globo, desta segunda-feira (14), que passou por uma cirurgia para retirada de um tumor maligno no pulmão, no mês de setembro.

A apresentadora abordava os males que o cigarro pode causar na vida das pessoas quando decidiu contar o seu drama ao público.

“Este ano tem acontecido algumas coisas na minha vida e uma delas eu gostaria de dividir com vocês. Em setembro, fiquei na dúvida se falava, porque estava muito debilitada. Preferi estar mais forte, estar bem para falar como um alerta para todo mundo que quer viver mais e com mais saúde”, iniciou.

A loira admitiu que foi viciada em nicotina por muitos anos e decidiu parar de fumar assim que soube do problema no pulmão. “Além de ser uma droga poderosa, pode matar pessoas. E parar é muito mais difícil, porque as pessoas são dependentes. Fumei durante muitos anos e parei esse ano e em uma circunstância terrível”, disse.

Apesar do impacto que sofreu ao saber da notícia, a artista atribuiu a sua recuperação ao seu atual companheiro, Bill. “Tive um anjo na minha vida. Eu poderia estar até hoje sem saber que estava com um problema no pulmão. Bill, meu companheiro hoje, me cobra muito e comecei a fazer ginástica. Ele dizia para eu parar de fumar e que eu precisava fazer alguns exames”, iniciou.

E continuou: “Por causa do meu câncer no intestino, faço exames periódicos. Ele tanto insistiu que marquei uma consulta para fazer os exames. Fiz uma tomografia, fizeram de novo e quando eu saí disseram que acharam uma coisa pequena, um início de um tumor cancerígeno. Vocês acompanharam a minha luta e eu sei o que se passa quando se faz uma radioterapia, quimioterapia. Fique estatizada. É um risco que toda pessoa que fuma tem. Fui para a internação e me operei em uma manhã de sexta-feira”.

Ana Maria convidou os três médicos responsáveis por sua cirurgia, para irem ao matinal, a fim de explicar o que aconteceu com ela. “Acho que você teve muita sorte, foi o menos grave. Se você esperasse ter sintomas, poderia ser pior. Mas a sua cura é próxima de 100%”, afirmou Antonio Carlos Buzaid.

“Eu não precisei fazer nem quimioterapia, nem radioterapia. Voltei a trabalhar depois de uma semana”, contou Ana Maria.

Emocionada, a artista finalizou: “Eu me maltratei muito. Agora é o preço que eu pago. Mas tem que ser forte”.

(Fonte:

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA