Todas nós, em algum momento, já sentimos algum ciúme, certo? O ciúme, assim como qualquer outra emoção negativa, faz parte de nossa vida e se manifesta hora ou outra!

Porém, avalie, você costuma, compulsivamente, checar celular, emails, roupas do seu parceiro? As amizades dele te desagradam? Você precisa constantemente sentir-se no controle, saber aonde ele vai, com quem, que horas volta? E, principalmente, esses pontos causam brigas constantes?

Quando este sentimento se torna uma constante e atrapalha os seus relacionamentos, um olhar cuidadoso para esta emoção é necessário, principalmente, porque é muito comum sentirmos ciúmes o colocarmos a culpa de nossa emoção no outro, nas atitudes do outro, na conduta do outro.

Veja bem! Antes de dar continuidade, cabe aqui uma observação. É possível que o outro aja com má fé … que tenha uma conduta indigna da sua confiança? Sim, claro que é! Todos temos livre arbítrio e somos guiados por nossos próprios valores!

No entanto, ainda assim, não temos o poder de mudar os outros sem que eles desejem esta mudança e a realize por si. Se você acredita que este é o seu caso e está se relacionando com alguém cujo comportamento te causa constante dor, talvez precise repensar se deseja permanecer nesta relação! Ainda assim, a atitude esperada é sua, não do outro!

Então, se você se identifica com os pontos acima, atenção para estas dicas!

1 – Entenda que você não está no controle!

Como já disse, você tem o controle apenas da sua própria vida, dos seus próprios pensamentos e emoções, não do outro! Então, a sensação de estar no controle é ilusória! Se o outro for indigno de sua confiança, hora ou outra isso vai se manifestar, independente do fato de estar checando todo o histórico de ligações que ele realizou no dia! Então, relaxe, e sempre espere o melhor do seu parceiro … se ele te entregar o pior … quem tem um grande problema é ele e não você!

2 – Reconheça qual é a crença por trás da emoção!

Para toda emoção que se manifesta, existe uma crença por trás que pode ter começado a ser formada desde o útero materno! Então, silencie e se pergunte: O que você acredita sobre você mesma?

Leia mais: O ciúme é uma doença? Veja essas dicas para controlá-lo

O que você acredita sobre os homens? O que você acredita sobre os relacionamentos? Você se sente completa, linda, desejável, atraente, inteligente? Se o conteúdo das respostas forem negativos, sugiro que comece a construir pensamentos fortalecedores no lugar dos negativos.

Abra a sua mente e entenda que existem diversas formas de enxergar a realidade … e a forma que você escolher, exatamente esta, que guiará a sua vida e as suas escolhas! Os pensamentos e emoções são hábitos … e todo o hábito, quando exercitado, pode ser alterado! Então, pratique pensamentos que trabalhem à seu favor, e não contra você!

3 – Fortaleça a sua autoestima

Pratique o autoamor! Olhe para você todos os dias e reconheça quais são as características, físicas e de personalidade, que te fazem ser essa mulher fantástica, única e insubstituível que é você! Entenda que, quando você se ama e espera o melhor para a sua vida …. o melhor se apresenta! Então, confie em você, na perfeição do universo e brilhe muito mais!

Lembre-se, por vezes, um trabalho mais profundo é demandado para alterar comportamentos enraizados, que causam muito sofrimento! Nesses casos, toda ajuda é bem vinda, principalmente, de um profissional capacitado para isso!

Compartilhar
Gisele Mendonça
Psicóloga e coach para mulheres. Aprendiz e multiplicadora da lei da atração, fundadora da Brilho da Vida Coaching, atende como coach de realização pessoal e profissional em BH e via skype para todo o Brasil. Adora sonhar, mais ainda realizar ... e auxiliar na realização dos sonhos alheios! É colunista do site Fãs da Psicanálise.

RECOMENDAMOS




1 COMENTÁRIO

  1. Otimo texto pena que foi escrito utilizando a mulher como foco. Sou homem e tambem passo pelos mesmos problemas. Não é só mulher que tem falta de auto estima, não é só mulher que sente ciúmes e não é só mulher que pode sentir a sensação de que pode controlar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here