Embora escreva o atual texto sob o ponto de vista feminino, esclareço logo de cara que este artigo também se refere a mulheres babacas. Sim, elas existem e por alguma razão, muitas vezes, são as preferidas dos homens da mesma forma que os cafajestes são o tipo preferencial das mulheres. Mas este gosto por gente que não vale a pena ficará para outra publicação…vamos aos babacas?

Você investiu na relação. Dedicou seu tempo, seu carinho, engavetou projetos pessoais para abrir espaço para os projetos novos, para os projetos a dois. Você se tornou a melhor amiga dele e recebeu em troca pessimismo e críticas ridículas no estilo “não sei como uma escritora digita com um dedo só!”. Convenhamos! Comentário completamente desnecessário.

Você sempre foi mão aberta com ele e mesmo ganhando pouco nunca foi mesquinha na hora de dar presentes e sempre fez questão de dividir as contas. Mas ele implicou com a taça de vinho branco que você quis tomar no meio da tarde, durante uma viagem que deveria ser romântica.

Você o elogiou calorosamente , motivando-o em seus projetos, por mais bobos que eles te parecessem. Ele se importou mais em elogiar suas pseudo amigas. Vai além. Te critica para terceiros enquanto você elogia o seu potencial.

Sim, provavelmente este casal não daria certo mesmo. E depois de muito sofrimento, lágrimas e antidepressivos , esta mulher que cometeu o pecado mortal de ter 2 quilos acima do peso e segurar a taça de vinho de forma impolida, percebe que ela não sente raiva do ex. Ela sente raiva dela mesma porque lá no fundo, ela já sabia que ele era um babaca e por alguma razão permitiu ser subjugada.

(Autora: Sílvia Marques)

(Fonte: http://garotadesbocada.blogspot.com.br/)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA