Não se iluda, a terceira Lei de Newton não tem validade sobre os relacionamentos.

Se na física os opostos se atraem, na vida real as coisas são bem diferentes: calmaria não combina com tempestade; campo não combina com cidade; silêncio não combina com barulho e fanatismo não combina com ninguém.

Imagino que, ao ler esse texto, há quem esteja esbravejando e dizendo “o amor supera tudo” e que meus argumentos são fracos. Mas, primeiro, tente conviver com alguém diferente de você por um ano, depois conversaremos.

Leia mais: Não, os opostos não se atraem

A vida não é a música “Eduardo e Mônica” do Renato Russo (desculpem a sinceridade). O diferente atrai, encanta, seduz, mas não aguenta o tranco da rotina. Ter uma pessoa diferente ao nosso lado ensina um monte de coisas bacanas e até ajuda na relação, mas isso a curto prazo. O encanto pelo diferente acaba na primeira discussão de divergências.

Vamos aos fatos: você gosta de ler, ele odeia. Você gosta de conversar sobre tudo, ele gosta do silêncio. Você ama balada e ele, se pudesse, hibernaria. Sinceramente, qual a probabilidade desse relacionamento dar certo?

Todos nós temos o desejo de grande amor. Temos curiosidade de explorar o desconhecido e viver uma história nada convencional, mas isso é uma aventura amorosa, não uma meta de relacionamento.

Leia mais: Agora já sabemos porque somos diferentes

Ter pequenas divergências é comum, até porque, ninguém é igual a ninguém: ela torce para o Corinthians, você para o Palmeiras. Ela curte rock, você pagode. Ela ama desenhos, você seriados.

Até aí, pequenos ajustes na rotina são aceitáveis. O problema está em conviver com uma pessoa totalmente diferente de você. Acredite, é possível conviver com as diferenças, mas é impossível aceitar as incompatibilidades. Como diz Fernando Anitelli: “Os opostos se distraem… Os dispostos se atraem…”.

Relacionamento não é uma luta de UFC, onde vence quem tem mais força. Relacionamento quando não é leve, quando não trouxer paz e não acrescentar sentimento não vale a pena. Lidar com grandes diferenças torna o dia a dia uma batalha constante e o parceiro deixa de ser um porto seguro para se tornar o principal inimigo.

Carpinejar tem uma frase que define bem o comportamento de quem se aventura no “relacionamento da oposição”: “Os opostos se atraem, mas não conseguem permanecer juntos (os parecidos se repelem e ficam juntos).

Leia mais: Esqueça a história de que “opostos se atraem” – gostamos é de quem se parece conosco

O que se mostrava maravilhoso e definitivo, a sedução da diferença, a atração de um continente desconhecido são substituídos pela tentativa de moldar o outro aos seus gostos.

Contos de fadas, ficção científica e diferenças nos relacionamentos só servem para roteiros de filmes. Na vida real, meu caro, a história é bem diferente.

(Autora: Pamela Camocardi)
(Fonte: entrelinhasliterarias.com)
*Texto publicado com autorização da autora

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.




6 COMENTÁRIOS

  1. a terceira lei de newton diz que toda ação tem uma reação. Os opostos se atraem faz parte de outra lei da física, poreeeém os textos do blog são muito bons. Esse pequeno equívoco não influencia em nada.

  2. “você gosta de ler, ele odeia. Você gosta de conversar sobre tudo, ele gosta do silêncio. Você ama balada e ele, se pudesse, hibernaria”. Vivendo isto, relacionamento de quatro meses, que começou com uma paixão avassaladora, fomos morar juntos dois meses depois, tudo parecia um sonho, perfeito! Mas agora na convivência é realmente isto. Eu sou louca por conversar, ele por silencio, ama dormir, e eu de viver!! Infelizmente já estou frustrada, só não queria gostar tanto da pessoa, pois a separação que já vejo ser inevitável, irá doer.

    • Força aí pra vc, Cristiane… Graças a Deus uma hora a dor passa. Vivenciei um casamento assim e não sei nem como foi q a gente se encontrou pq ele ATÉ era de outro planeta! kkkkkkk

  3. isso faz sentido, mas em contrapartida encontrar uma pessoa que goste das mesmas coisas que você 100% é quase impossível. Talvez perderia um pouco da graça acredito eu. E aquela linda frase que o padre Fábio de Melo que diz que o amor nasce das diferenças? O grande diferencial hoje chama se parceria, eu não gosto de Rock mas posso escutar por vc. Eu não curto muito balada mas vou pra te fazer companhia, (abrir mão de algumas coisas para agradar o parceiro). Outro ponto de vista forte é a questão sexual que influencia bastante na relação. Porém casais sempre se separam pois não existe manual de felicidade.

  4. Exatamente isso, diferença e falta de compatibilidade só geram caos num relacionamento. Digo por experiência própria, você tenta se moldar para caber no mundo do outro e tenta moldar o outro para caber em seu mundo. Não cola, é mais fácil virarmos inimigos que amantes, casal.

DEIXE UMA RESPOSTA