Os sensitivos são seres humanos que possuem sensibilidade emocional aumentada.

Esse conceito foi apontado pela psicóloga Dra. Elaine Aron em 1991, que apontou através de estudos que entre 15% e 20% da população mundial possui esse tipo de sensibilidade mais aflorada porque os seus cérebros processam informações sensoriais de forma diferente e por isso possuem habilidades e expressas  de maneira mais intensas que os demais.

Os sensitivos – também chamados de empatas – são portanto mais sensíveis a emoções, comportamentos e energias de pessoas e lugares. A presença de algumas pessoas ou a entrada em lugares específicos podem fazer com que um empata se sinta mal. Entenda mais sobre isso.

A sensibilidade aflorada dos sensitivos e o que isso pode causar

Normalmente, quem é considerado um sensitivo considera isso como uma qualidade, uma habilidade positiva.

São normalmente excelentes ouvintes, pessoas caridosas com muita clareza de pensamento, conhecidos por darem bons conselhos.

Leia mais: 30 traços de uma pessoa SENSITIVA

Mas devido à sua sensibilidade emocional aumentada eles são muito influenciáveis pelo ambiente ou por pessoas, são capazes de detectar energias carregadas que estão impregnadas no lugar, detectam mais facilmente comportamentos falsos e não conseguem lidar com pessoas pretensiosas e/ou mentirosas.

Comportamentos e situações em que um sensitivo se sente mal

Todo mundo pode ser capaz de identificar sinais de falsidade no discurso humano, os empatas possuem maior facilidade devido à sua extrema sensibilidade.

Lidar com alguém hipócrita ou falso pode ser tolerável para pessoas comuns, mesmo que eles saibam dessa característica da pessoa, para os sensitivos, isso é praticamente uma tortura, um desconforto intenso.

Leia mais: Como parar de absorver a energia negativa de outras pessoas

Sentem-se cansados, sentem que sua energia foi drenada, sentem-se frustrados, muitas vezes ficam com as mãos úmidas, com o coração disparado e o bocejo é uma reação muito freqüente.

Veja abaixo algumas situações que fazem com que um sensitivo se sinta mal:

  • Falsos elogios – eles detectam logo a falsidade e mal conseguem disfarçar a sua decepção
  • Pessoas que aumentam suas vitórias para ganhar aprovação e reconhecimentos dos outros
  • Pessoas que renunciam à sua personalidade ou tentam ser aquilo que não são para se sentirem por cima
  • Falsas delicadezas com intenção de receber algo em troca
  • Pessoas que estimulam a inveja e o ressentimento
  • Quem age de forma dura e insensível para ocultar dos outros a própria dor ou sensibilidade

Reações comuns dos sensitivos nestas situações

Muitas vezes os sensitivos nem conseguem explicar o porquê de estar se sentindo mal e o que está causando isso nele.

Leia mais: 11 Características Marcantes Nas Pessoas Altamente Sensíveis

Alguns deles conseguem identificar o foco, mas outros só conseguem pensar em se afastar do ambiente e das pessoas que ali estão, e normalmente ouvem: “O que aconteceu? O que ele(a) te fez de mal?” sem saber explicar exatamente o porquê. Ficam nervosos, tensos e têm dificuldades de formar frases com clareza, o que em situações normais eles têm muita facilidade.

Se o sensitivo precisa estar em um ambiente ou perto de alguém que lhe faz mal, ao se afastar ele se sente enjoado, tonto, podendo inclusive ter ânsia de vômito. Ficam muito calados, sem querer continuar a conversa e muitas vezes, ao se afastar da pessoa ou do ambiente sentem um inexplicável sentimento de culpa.

(Fonte: wemystic.com.br)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



57 COMENTÁRIOS

  1. Muito bom…excelente matéria , simples mas com detalhes que esclarecem dúvidas de como são estas pessoas, normalmente apresentam estas características…

  2. E quando alguém que você não via há muito tempo, de repente dá um palpite em sua vida e a gente se sente mal. O que é isso? É tb sensibilidade ou incompatibilidade com aquela pessoa? A vontade é mudar de horário, para não estar perto…

      • Sempre fui assim, pensava que era um sexto sentido, ou até mesmo doideira! Minha intuição é muito forte e quase nunca erro, existem pessoas que eu conheço que consigo falar sobre a vida delas sem nem mesmo ter conhecido, sempre quis ir além, porém tenho um pouco de medo, toda minha família por parte de pai tem um lado mediúnico, não sei se pode ter haver!
        Fora ter sonhos que as vezes parecem que se tornam verdade num estilo meio “dejavu”, vejo vídeos de pessoas tristes, eu fico na hora, parece que absorvo a dor, a tristeza da pessoa…
        Nunca soube explicar, agora até obtive um pouco de conforto, não sei se deve me aprofundar nisso…

  3. Excelente explicação,eu me sento assim mas sabia que era energia baixa ou ruim, porém essa matéria explicou tudo mesmo. Obrigado pela divulgação.

  4. Realmente impressionante…estava trabalhando em um local precisava lidar diretamente com o dono da empresa e as atitudes dele me davam justamente as reações descritas no texto…enquanto lia passou um filme na minha cabeça…graças à Deus estou livre do trabalho em questão e quando saí de lá, sabendo que não voltaria mais, senti um verdadeiro alívio…eu já sabia que sou uma pessoa altamente sensível, mas nunca havia me deparado com um texto tão elucidativo e condizente com a realidade que pessoas sensíveis como eu, vivem…parabéns !! Cada dia curtindo mais as matérias deste site!

  5. Ser empata é além de sentir um ambiente, é sentir as pessoas, perceber sem que elas falem, através dos mínimos sinais que há algo estranho ocorrendo ou bom, dependendo da situação. O empata tem a capacidade de captar o que o outro sente, de analisar aspectos da personalidade através do histórico de vida e, assim, entender o outro, suas motivações. O empata, se for atingido em sua fraqueza, tende a machucar o outro de uma forma aguda, porque conhece exatamente o ponto fraco do outro.
    Tenho uma amiga empata, ela é uma pessoa especial.

  6. Sou muito assim tbm, acho q passei muitos anos prejudicada sem saber controlar isso. Sempre passei muito mal sem explicação, sou muito sensitiva, as pessoas acham q é frescura, pq n tem motivo aparente. Sinto todos aqueles sintomas, mas ja cheguei a sentir algo me bloqueando que eu parei d andar e quase desmaiei. Vou sempre aos medicos e n tenho nda, sao as energias msm. É dificil ir p sala d aula, msm n conversando c ninguem eu sinto ate d onde vem essa energia carregada e me deixa c sono, falta d ar, suor frio. Gostaria d conversa c alguem q pudesse me ajudar realmente ou q tivesse algo mais p eu ler, saber cmo me livrar do sentimento d culpa tbm.

    • Pessoal, procurem ajuda em uma Casa Espírita. Existem estudos que nos ajudam a lidar com nossas sensibilidades. Passei por isso por muitos anos e depois que tive uma forte crise há dois anos atras, desde então busquei ajuda e hoje graças a Deus me sinto muito melhor e aprendi a lidar com isso. O importante é saber lidar com as situações para se sentir bem. E os estudos da Doutrina Espírita nos esclarecem muitas coisas que ainda não temos entendemos. Luz e paz a todos!

  7. Isso também traz dificuldades no convívio social e principalmente profissional, gostaria de aprender a não demonstrar através da linguagem corporal o quanto percebo tais comportamentos nas pessoas, isso tem me prejudicado profissionalmente, porque meu trabalho é com pessoas, por um lado é fantástico, mas por outro… Tenho tido avanços com o uso da Inteligência Emocional, entretanto em algumas situações essa sensibilidade é mais forte .

    • Eu tbm sou assim. Quando eu não gosto daquela pessoa no ambiente de trabalho, eu acabo demonstrando, não consigo ‘fingir’ que sou aniga para manter a ‘boa vizinhança’, ou fazer média, e infelizmente sou prejudicada e pago um preço por isso.

  8. Sabia kkkk todo mundo quer ser especial…na verdade essas reações são normais ok pessoal! Vocês não são diferentes de ninguém.. mas a gente sempre acha que é algo mais que alguém, superior aos outros… que tem qualidades a mais, essa reportagem é bem tipica de psicologo querendo chamar a atenção para o seu blog, e o que ele faz? Ele usa da sedução, onde todos acham ter ou ser alguém diferente la no intimo, mesmo que não revele isso a ninguém, ai é fácil ele coloca as características que todos nós sentimos e criar um post, assim ele ganha adeptos e publicidade, boa sacada rs… ai ai..

    • Bem se vê que você não tem essa característica descrita no texto se tivesse não duvidaria e assim como u não iria querer ser assim pois é muito difícil principalmente quando se é obrigado estar em lugares e perto de pessoas que causam muito incômodo.

    • Rsrs eu pensei a mesma coisa.. provavelmente algumas pessoas que comentaram realmente tenham uma sensibilidade superior às outras, mas não todos. Não significa que não sejam sensíveis. É normal a gente se sentir incômodo perto de pessoas falsas e querer distanciar-se. Eu sempre fui introvertida, poderia dizer que me encaixo mas não sei, talvez seja só timidez. Sou ótima decifrando pessoas mas não sou dramática. Quem sabe?

  9. Do mesmo jeitinho que me sinto mal diante de algumas pessoas, me sinto extremamente bem diante de outras. Um bem estar, uma paz interior, vontade de estar sempre ao lado dessa pessoa! Isso também faz parte de pessoas sensitivas?

  10. Se não se identificou é pq vc não é um !
    Mas não é bom ou especial é muito difícil ser uma pessoa com essas características!
    Sofre muito! Ainda mais quando não se tem essas informações!
    Valeu a dica!

  11. Que fantástico ler um texto o qual reflete tanto no que vc é. Desde os meus 17 anos que comecei a perceber está minha sensibilidade. Sempre que ia visitar meu pai eu voltava da casa dele extremamente sugada. E era uma coisa muito perceptível. Qnd li o texto me veio varias situações que pude comparar e as visitas à meu pai foi uma delas, sem contar em pessoas mentirosas que me tirava do sério com falsas mentiras, situações que conseguir prever, enfim. Em relação a pessoas folgadas, mentirosas, que mentem pra tirar proveito ou fazer o mal, eu realmente como psicóloga, na minha vida pessoal, não sei lhe dar com isso, é mais forte só que eu e, sei que preciso trabalhar isso.

  12. eu aprendi um exercício de bloqueio energético, é muito bom e acho que funciona. Também já percebi que me desligo do lugar quando a energia ta pesada, ou uma conversa cansativa..rs, tento voltar mas a mente não quer, ai já sei que está na hora de ir embora…coisa de doido ne

  13. Isto se chama mediunidade, e Alan Kardec através dos livros da codificação, principalmente no “Livro dos Médiuns” explica muito bem, é necessário que o médium saiba lidar de maneira correta com a mediunidade!

    • Concordo Rota Araújo com seu comentário, sou médium , existe sim uma forma de você conviver com pessoas totalmente de energias negativas, porém sem deixar que a energia dela te atinja, nos médiuns ou sensitivos ou empatas como dizem precisamos estar em uma sintonia ou energia diferente e grau mais elevado do que a pessoa de energia negativa. Como faço isso? Não existe outra maneira se você nao mudar suas atitudes e pensamentos negativos para positivos e se ligar com coisas positivas. Não deixar de influenciar mentalmente e emocionalmente pelo outro e manter firmeza na sua energia… mais ou menos isso .. abraço fraterno

    • Higo, vc aprende a lidar com isso. Busque ajuda em alguma Casa Espírita. Todas as casas tem atendimento fraterno, estão lá para te ouvir e orientar. Não tenha medo. Tenho certeza que vc vai se sentir melhor. Falo por experiencia propria. 🙂

  14. É muito angustiante! A simples presença de certas pessoas causar ânsia de vômito! É você se ver forçada a trabalhar ao lado daqueles que fingem se importar com os outros enquanto só vêem a si próprios! Este artigo me trouxe alento ao que sinto em relação a tal situação. Realmente não sou louca e tem mais gente que passa pela mesma angústia!

  15. ESSE FATO DESCREVEU A MINHA VIDA SOU EXATAMENTE ASSIM, POIS SINTO TUDO ISSO E NÃO SABIA O PORQUE DOS ACONTECIMENTOS ATÉ CHEGUEI A PENSAR QUE TINHA ALGUM TIPO DE DOENÇA.

DEIXE UMA RESPOSTA