C

PSIQUIATRA

HISTÓRIA: Quando surgiram, ainda no século 18, os psiquiatras trabalhavam apenas em hospícios. Só quando a psiquiatria pegou emprestados conceitos da psicologia é que casos mais moderados foram para consultórios.

CAS: Trata sintomas mais graves e de definição mais clara, como esquizofrenia, Alzheimer e depressões profundas.

COMO ATUA: Como nesses casos só a terapia é muito pouco, o tratamento é feito com remédios, sendo monitorada a reação que o paciente tem a eles.

FORMAÇÃO: Seis anos do curso de medicina, mais 3 de residência.

PSICÓLOGO

HISTÓRIA: O termo surgiu na Grécia antiga, mas seu significado moderno só veio no século 20.

CAS: Há desde os psicólogos sociais, que estudam as massas, até os de RH, que selecionam candidatos, mas o que atende no consultório é o psicoterapeuta, que diagnostica casos de fobia ou ciúme excessivo, por exemplo.

COMO ATUA: Muda suas técnicas de tratamento constantemente, sempre em busca de uma interação com o paciente – daí a sua fama de tagarela entre psiquiatras e psicanalistas.

FORMAÇÃO: Cinco anos do curso de psicologia.

PSICANALISTA

HISTÓRIA: Teve origem no século 19, com o médico austríaco Sigmund Freud.

ATUAÇÃO: Medos, raivas, inibições – as anormalidades normais.

Como atua: Mais do que uma cura, o que se busca é a transformação da pessoa, a partir da compreensão dos seus problemas. O paciente fala tudo que vem à cabeça; cabe ao psicanalista interpretar de forma incisiva o que ele quis dizer inconscientemente, ajudando-o no autoconhecimento.

FORMAÇÃO: Especialistas dizem que só quem foi analisado pode analisar seus pacientes, e chega-se a passar 8 anos em cursos de sociedades psicanalíticas.

(Fontes: Christian Dunker, professor do Instituto de Psicologia da USP e psicanalista; Suely Gevertz, psicanalista da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



4 COMENTÁRIOS

  1. Não gostei muito das definições, digo como paciente. Fiz anos de analise com psicologa Junguiana e amei!!!! Hoje faço analise com Psicanalista, gosto bastante, mas psicologo é melhor!
    No texto é citado assim : “…mas o que atende no consultório é o psicoterapeuta, que diagnostica casos de fobia ou ciúme excessivo, por exemplo”, será que é só isso mesmo? Ainda referente ao texto: “COMO ATUA: Muda suas técnicas de tratamento constantemente, sempre em busca de uma interação com o paciente – daí a sua fama de tagarela entre psiquiatras e psicanalistas”, não gostei muito da definição.
    Adoro esse site, mas não gostei muito desse artigo.

    • Simone, releia o texto e perceberá que: “…mas o que atende no consultório é o psicoterapeuta, que diagnostica casos de fobia ou ciúme excessivo, por exemplo” atenção ao final “por exemplo”; em: “daí a sua fama de tagarela entre psiquiatras e psicanalistas”, existe sim essa forma pejorativa talvez de chamar os psicólogos por parte de muitos psicanalistas e psiquiatras, você talvez não saiba pois não é profissional do ramo, mas em momento algum diz-se que o trabalho dos psicólogos através da suposta “tagarelice” não dê bons resultados.

  2. Ou seja, se eu quiser fazer psiquiatria terei de entrar em medicina para no final do curso eu seguir carreira na área de psiquiatria ?
    Ps: Estou fazendo cursinho

DEIXE UMA RESPOSTA