O relacionamento acabou, mas ficaram as fotos, as lembranças e o nome do ex na lista de amigos das redes sociais.

O que fazer? Bloquear, excluir ou continuar a amizade como se nada tivesse acontecido? A resposta depende de cada pessoa e dos motivos que levaram o casal a dar um ponto final na relação.

Segundo a psicóloga Vitória Hitala Gomes, a questão é por que manter o ex nas redes sociais? “Se foi um término de comum acordo, e se ambos decidiram manter uma amizade, realmente não existe motivo para bloquear. Mas não é o que ocorre na maioria das vezes”, pondera.

Hitala afirma que, geralmente, o fim de um relacionamento é muito doloroso e traz mágoas. “Manter um vínculo por meio das redes sociais pode gerar uma falsa esperança de retorno, trazer mais sofrimento – ao ver as coisas que o ex está fazendo -, e ainda gerar maior dificuldade na elaboração desse rompimento.”

Mesmo que logo de início você decida não bloquear o ex, Hitala aconselha dar um tempo e evitar ficar olhando as postagens. “Dessa maneira, bloquear acaba sendo uma boa saída.”

Mais tarde, quem sabe, a psicóloga Andrea Bragatto acredita que os dois possam até ser bons amigos, dentro e fora das redes sociais. “No entanto, há aqueles que preferem não ter mais contato com seu ex”, diz.

Sobre as fotos que vocês tiraram juntos, excluir é uma boa alternativa, mas não uma regra e nem precisa ser feito imediatamente. “Se não tem volta, é importante retirar essas fotos das redes sociais, até para que se permita ter contato com novas pessoas, e com fotos românticas junto com o ex, fica complicado”, alerta Hitala.

Leia mais: Pesquisadores afirmam que manter amizade com ex é sinal que você seja psicopata

O especialista em segurança da informação Gilberto Sudré explica que a melhor maneira de evitar contato virtual com o ex é bloqueando a pessoa nas redes sociais, mas não adianta apenas excluir. No Facebook, por exemplo, se você excluir, o ex pode procurar o seu nome e encontrar.

Se o casal tiver amigos em comum, as atualizações de quem excluiu e as do ex com esses amigos também vão poder ser vistas. Mas ao bloquear, é como se você não existisse para a outra pessoa e você para ela.

“Quando excluímos, o outro não consegue ver o perfil, mandar mensagens e nem ler comentários seus em fotos de amigos em comum, por exemplo. Você pode até ver a foto, mas não as marcações e comentários da pessoa excluída.”

O ex só vai saber que foi bloqueado, quando procurar o seu nome na rede social e não encontrar na busca, mesmo sabendo que você continua na rede.

Leia mais: Os relacionamentos nas redes sociais

Cada caso é diferente do outro. Se o término se deu de forma razoável e ambos decidiram que não há problemas em continuarem amigos, pode ser tranquilo para o ex-casal manter a amizade virtual.

Quando um dos dois está com sentimento de luto pela perda do namorado, ler notícias do ex nas redes sociais pode gerar muita dor e aumentar o sofrimento.

Há pessoas que acabam visitando a página do outro ou ficam de olho no feed de notícias para saber da vida do ex. Neste caso, o bloqueio é aconselhável, pois essa atitude pode até fazer a pessoa adoecer, ficando presa a alguém que não a deseja. O ideal é tentar evitar ver e monitorar o que o ex está fazendo.

Há casos em que um dos dois, inconformado com o término, ou por ciúmes, possa usar as redes sociais para perseguir o seu ex. Há inúmeras situações. Cada pessoa deve refletir e decidir o que é melhor para si.

Quando a relação realmente chegou ao fim, vale mudar o status do relacionamento, mas não cabe fazer isso a cada briga e a cada vez que o namoro estremece.

Fonte: Gazeta Online

Autor: Laila Magesk

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

RECOMENDAMOS




DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here