Estar dentro de casa com o  seu parceiro, 24 horas por dia, é um desafio para a maioria das pessoas.

Além disso, está o estresse do COVID-19 , que pode incluir dificuldades financeiras, desafios relacionados a educação em casa e potencialmente lidar com doenças e mortes.

Este artigo oferece dicas de relacionamento para essa aliviar a tensão. As sugestões são para casais que têm relacionamentos geralmente saudáveis. Reconheço que algumas pessoas estão lidando com níveis de estresse mais intensos, como a violência doméstica. Essas pessoas podem querer pular para o final do artigo e usar as informações fornecidas para garantir ajuda profissional. Enquanto isso, aqui estão minhas dicas para manter a paz e até ajudar seu relacionamento a prosperar durante esta crise.

1. Diga “eu te amo”

Isso parece tão básico e é. Você deve dizer ao seu parceiro que você os ama todos os dias. Se você não quiser dizer isso, talvez tenha algumas frustrações não resolvidas que se acumularam ao longo do tempo.

Nesse caso, concentre-se nas melhores qualidades do seu parceiro, o que eles estão fazendo de certo? Como eles estão sendo úteis? Reflita sobre o que fez você se apaixonar. Tente ser o mais gentil possível e faça as coisas que lhe interessam, como levar até ele uma bebida ou um lanche, perguntar se ele precisa de uma massagem ou qualquer coisa que você possa imaginar para gerar bem estar.

Esses atos gentis devem provocar uma resposta positiva e, à medida que o relacionamento melhorar, você poderá encontrar um espaço apropriado para lidar com as frustrações do passado. Mas lembre-se de que alguns casais prosperam sem precisar resolver todos os problemas.

Ao aumentar suas interações positivas, as negativas se tornam menos importantes. A mudança ocorre lentamente e, se o seu relacionamento não estava em um bom lugar antes dessa pandemia, a quarentena pode ter exacerbado os problemas. À medida que você se aproxima de um lugar mais estável e saudável, consegue dizer o “eu te amo”.

2. Escolha suas batalhas.

Vocês ficarão irritados um com o outro, isso é uma realidade. Não há duas pessoas que podem ficar juntas o tempo todo e se entender perfeitamente. Mas é melhor deixar algumas coisas não ditas ou não resolvidas. Não há necessidade de salientar que seu parceiro deixou alguns pedaços de cereal no balcão, não servirá para nada.

Portanto, escolha suas batalhas com sabedoria, especialmente durante esse período estressante, e deixe de lado as coisas não ditas que não servirão a um propósito de melhoria no relacionamento.

Importante, tente não repetir sugestões ou críticas repetidamente, é uma maneira de deixar seu parceiro louco. Pode haver alguns problemas reais a serem resolvidos, e você pode decidir quais deles são imprescindíveis, mas se algo não precisar ser abordado, e principalmente neste momento, deixe de lado ou aguarde até que outros estressores urgentes desapareçam. E não subestime o poder da percepção: se você não pode mudar os comportamentos irritantes de seu parceiro, mudar a sua percepção sobre eles pode ajudar bastante a melhorar seu bem-estar.

3. Faça a sua parte.

Os relacionamentos mais felizes são aqueles em que o trabalho doméstico é compartilhado. Em alguns relacionamentos, uma pessoa é a ganhadora de pão e a outra trabalha principalmente em casa. Mas mesmo nessas relações, os parceiros são mais felizes quando ambos contribuem para as tarefas e os cuidados com as crianças.

Um dos maiores indicadores da felicidade das mulheres em um relacionamento é se o parceiro contribui significativamente com o trabalho doméstico. Comunique-se abertamente com seu parceiro sobre uma divisão do trabalho que atenda às suas necessidades. Para alguns casais, isso pode envolver alternar os turnos da manhã e da noite ou atribuir tarefas a dias diferentes, para que os horários possam ser acomodados.

Seja atencioso com seu parceiro e discuta as opções para encontrar uma solução que seja agradável para vocês dois. Fazer a sua parte não precisa ser começar e terminar o trabalho doméstico, também pode ser aplicado a coisas como dizer “eu te amo” e planejar noites de encontros mais íntimos em casa. Um relacionamento saudável não é unilateral, é preciso dois. Certifique-se de fazer sua parte para manter as coisas positivas, funcionais e agradáveis.

4. Seja gentil consigo mesmo.

Pode parecer uma coisa estranha a ser sugerido em um artigo sobre melhoria de relacionamento, mas se você não se cuidar, será difícil cuidar dos outros. Você pode acabar dando muito em detrimento do seu próprio bem-estar ou correr o risco de prejudicar o seu relacionamento porque diz ou faz algo que deriva da infelicidade consigo mesmo.

Cuidar do seu bem-estar físico e mental é essencial, especialmente durante esta crise. Se você conseguir um tempo sozinho para cuidar de si mesmo (por exemplo: fazer jardinagem, ler, escrever, tomar banho), faça-o. Caso contrário, você ainda pode fazer coisas como meditar ou orar quando se deitar, fazendo o possível para comer direito, descansar o suficiente e se exercitar – veja exercícios do YouTube, corra no quintal, faça alongamentos diários etc.

É importante ressaltar que não se envolva em conversas negativas ou pense demais sobre coisas ruins. Se você estiver fazendo isso, pense na maneira como trataria ou conversaria com um bom amigo e aplique as mesmas diretrizes a si mesmo. Trate-se com bondade, reconheça que as coisas o estão desafiando agora, que você não pode fazer tudo, e tudo bem.

5. Priorize a segurança e entre si.

Durante esse período perigoso, os dois parceiros devem fazer sua parte para manter um ao outro e à família em segurança. Se uma pessoa está vigilante enquanto a outra não, ambas correm risco.

Segurança significa ficar em casa, a menos que seja absolutamente necessário, usar equipamento de proteção ao sair (máscara, luvas), manter distância de outras pessoas, lavar regularmente as mãos e roupas e higienizar os produtos que vêm de fora. Durante esse período de crise, ocorrerá conflito se os membros do casal não estiverem alinhados em seus esforços para permanecerem seguros. Tomar precauções também reduzirá o risco de que um ou ambos os parceiros tenham que lidar com doenças ou, pior ainda, com a morte.

Em muitos relacionamentos, uma ou ambas as pessoas estão trabalhando fora de casa. Seja especialmente atencioso nesses casos. As pessoas estão sob tremendo estresse se estão desempregadas e, mesmo assim, as pessoas da linha de frente também estão passando por um estresse extremo. Entre em contato com seu parceiro regularmente para perguntar como eles estão e como você pode ajudar. Trabalhe como colegas de equipe para permanecerem seguros e passarem juntos por essa crise.

Para casais em apuros

Como mencionei no início, as dicas acima se aplicam a relacionamentos de casais geralmente saudáveis. Para aqueles cujos relacionamentos incluem abuso emocional, violência, alcoolismo ou outras condições que ameaçam a segurança, existem recursos disponíveis para ajudar.

Ligue para 9-1-1 se estiver em perigo. Se nenhuma ameaça imediata estiver presente, considere as sessões de terapia via Zoom, FaceTime ou telefonemas. Muitos terapeutas modificaram suas práticas para acomodar os requisitos de distanciamento social.

(Fonte: psychologytoday)

*Texto traduzido e adaptado com exclusividade para o site Fãs da Psicanálise. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Você sabia que o Fãs da Psicanálise também está no Instagram e no Facebook? Que tal fazer uma visitinha para nós por lá?

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here