Nenhuma relação é perfeita. Qualquer interação humana é sujeita a problemas e dificuldades. Com casais isso não é diferente.

Por vezes, os conflitos são tão intensos e dolorosos que o casal não consegue resolvê-los sozinhos e há impacto nos outros setores do cotidiano. Nessas situações, recomenda-se que os casais procurem ajuda terapêutica. Entretanto, devido a concepções erradas, muitos deixam de procurar um profissional, prologando a situação de sofrimento e ameaçando a felicidade do casal.

Considerando os aspectos que impedem ou dificultam as pessoas de procurar ajuda profissional, reuni abaixo seis mitos sobre a terapia de casal.

Vamos lá?!

É só para quem quer se separar
Também, mas não só! Terapia é para quem deseja trabalhar problemas na relação, descobrir novas maneiras de se relacionar, melhorar a comunicação, entre outras possibilidades. Terapia é para quem deseja uma relação melhor!

Não se mete a colher em assunto de marido e mulher
O ditado popular não cabe quando a intervenção é profissional. O psicólogo tem como cliente a relação e não um ou outro cônjuge. Nesse sentido, ajudará ambas as partes a entenderem como aquela relação funciona e como pode ser melhor vivenciada. Cabe dizer também que o sigilo é condição essencial ao processo e nada será divulgado pelo terapeuta.

Só para casais heterossexuais
Qualquer relação pode ser trabalhada, seja ela heterossexual ou homossexual. Desde que os dois cônjuges estejam engajados, a terapia pode começar!

Vai piorar as coisas
Falar sobre os aspectos dolorosos pode ser ruim, a princípio, porque evoca sofrimento. No entanto, é impossível melhorar a qualidade de uma relação se os problemas não são identificados e resolvidos.

Só para casais casados
Independente do arranjo jurídico, os problemas e dificuldades de um casal podem ser sim trabalhados. Desde que haja interesse e engajamento do par, é possível realizar a terapia.

Quem faz terapia de casal se separa
No processo clínico será avaliado se os cônjuges desejam e/ou se estão engajados em reconstruir ou melhorar aquela relação. Entretanto, para alguns casais o processo é tão desgastante que optam pela separação. Caso essa seja a decisão, a terapia também pode ajudar a tornar o processo o menos desgastante e doloroso possível.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here