A dor na “alma” gera a dor física, a doença… Por isso oriento tanto meus amados pacientes a cuidarem de suas emoções… Não trate apenas dos sintomas, tentando eliminá-los sem que a causa da enfermidade seja também extinta. A cura real somente acontece do interior para o exterior… Sim, diga a seu médico que você tem dor no peito, mas diga também que sua dor é dor de tristeza, é dor de angústia.

Conte a seu médico que você tem azia, mas descubra o motivo pelo qual você, com seu gênio, aumenta a produção de ácidos no estômago. Relate que você tem diabetes. No entanto, não se esqueça de dizer também que não está encontrando mais doçura em sua vida e que está muito difícil suportar o peso de suas frustrações.

Mencione que você sofre de enxaqueca, todavia confesse que padece com seu perfeccionismo, com a autocrítica, que é muito sensível à crítica alheia e demasiadamente ansioso. Muitos querem se curar, mas poucos estão dispostos a neutralizar em si o ácido da calúnia, o veneno da inveja, o bacilo do pessimismo e o câncer do egoísmo. Não querem mudar de vida ….

Procuram a cura de um câncer, mas se recusam a abrir mão de uma simples mágoa. Pretendem a desobstrução das artérias coronárias, mas querem continuar com o peito fechado pelo rancor e pela agressividade.

Almejam a cura de problemas oculares, todavia não retiram dos olhos a venda do criticismo e da maledicência. Pedem a solução para a depressão, entretanto, não abrem mão do orgulho ferido e do forte sentimento de decepção em relação a perdas experimentadas.

Suplicam auxílio para os problemas de tireoide, mas não cuidam de suas frustrações e ressentimentos, não levantam a voz para expressarem suas legítimas necessidades.

Imploram a cura de um nódulo de mama, todavia, insistem em manter bloqueada a ternura e a afetividade por conta das feridas emocionais do passado.

Clamam pela intercessão divina, porém permanecem surdos aos gritos de socorro que partem de pessoas muito próximas de si mesmos.

Deus nos fala através de mil modos; a enfermidade é um deles e, por certo, o principal recado que lhe chega da sabedoria divina é que está faltando mais amor e harmonia em sua vida.
Toda CURA é AUTOCURA…

HO’OPONOPONO – Curas Profundas – Simples Palavras!

CURAS com SIMPLES PALAVRAS.

Nossa reação aos problemas é uma repetição de lembranças.

As dificuldades normalmente são obstáculos que temos encontrado antes, mas que nunca resolvemos.

Por esta razão, a situação volta para darmos a oportunidade de reagir de forma diferente.

A técnica é simples.
Trata-se basicamente da repetição das frases, como indica o Dr. Hew Len:

TE AMO

• “Te amo”: Quando experimentar problemas (repetição de lembranças), diga-lhes mentalmente: “As amo queridas lembranças. Agradeço a oportunidade de liberá-los tanto a vocês como a mim”.

O “te amo” pode ser repetido em voz baixa mais vezes, como um mantra.

As lembranças jamais se vão nem se aposentam a menos que a gente as aposente.

SOU GRATO

• “Obrigado”: Este processo pode ser utilizado em lugar do “Te amo”.

E tal como com o “Te amo”, pode repetir-se mentalmente várias vez, ou junto com “Te amo”. Obrigado por TUDO…por mim mesmo, pelas pessoas, pelas coisas; pelo bom e pelo ruim, porque também aprendi com ele!

SINTO MUITO

• “Sinto muito”: o indivíduo por meio da sua mente consciente lhe pede ao Amor que retifique os erros em seu interior. “Sinto muito” pelo fato.

ME PERDOE

.“Me Perdoe”: ( antes era expresso no “sinto muito”) por favor, perdoa o que está acontecendo dentro de mim e que se manifesta com este problema”.

⁃ Consciente e Inconsciente

Assim, proferindo essas palavras, a mente consciente tem uma opção: iniciar o processo de limpeza ou permitir que as lembranças nos repitam os problemas incessantemente.

Podemos reagir ou soltar, sofrer ou ser felizes.

Você escolhe!

Divindade, transmute minhas memórias em Pura LUZ!

A PAZ COMEÇA COMIGO

(Fonte e Autoria desconhecidos)

(Imagem: Sarah Cervantes)

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here