Young beautiful blonde woman with cup of coffee sitting home in living room by the window. Winter snow landscape view. Lazy day off concept

Estou solteira ha dois anos. Quando digo dois anos, são dois anos sem qualquer tipo de relacionamento. Cheguei a conhecer pessoas que atraíram minha atenção, entretanto, a chave do coração continua guardada para quando a pessoa certa chegar, destrancar a fechadura.

Aprendi muitas coisas nesse tempo, inclusive, coisas sobre mim que não sabia. Passei a me conhecer melhor. Descobri que relacionamento não é a principal razão para encontrarmos felicidade plena. Aprendi que relacionamento é complemento, e que quando for o momento certo, compartilharei minha felicidade com outra pessoa.

Aprendi a apreciar e encontrar felicidade nas pequenas coisas. Aprendi a desfrutar da minha própria companhia, me divertindo com as coisas que mais gosto de fazer. Tanto em família, quanto em rodinhas de amigos, ou até mesmo sozinha, aprendi a valorizar cada momento e vivê-los intensamente.

Aprendi a ser mais seletiva. Passei a entender o que espero de uma vida dois. Passei a me amar, e a me valorizar mais. Conclui que não mereço um romance para preencher vazios, e sim, um amor que venha para somar, e transbordar tudo que há de melhor dentro de mim.

Renovei minha , e hoje enxergo a vida com outra perspectiva. Descobri que Deus é o único autor de nossa história, e que não tenho controle sobre nada. Apenas sobre minhas ações para com o próximo.

Passei a priorizar sonhos que carrego junto comigo. Fiz uma lista de metas, e comecei a buscá-las incessantemente. Me joguei nos estudos, escrevi mais, li mais, trabalhei mais, e orei mais para que Deus conduzisse cada desejo que está em meu coração, e os realize conforme sua vontade.

Parei de ouvir o que as pessoas achavam que era melhor para mim, e passei a ouvir minha voz interior. Limpei cada cômodo do meu coração. Precisava reciclar sentimentos não correspondidos, expectativas criadas, e marcas de relacionamentos anteriores.

Cheguei no ápice mais gostoso da solteirice. Passei a entender que só iria encontrar alguém especial, quando aprendesse a me sentir especial mesmo sozinha.

Hoje, me sinto renovada. Com o coração regado de leveza e gratidão, agradeço o universo e ao dono dele pela mulher que me tornei. Gratidão.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Larissa Dias
Estudante de jornalismo, radialista por amor, escritora nas horas vagas. Adora dar boas risadas, costuma passar os domingos de pijama assistindo filmes e séries. Apesar de não curtir baladas, é incapaz de recusar uma rodinha de violão, e para pra cantar junto. Mesmo desafinada, garante que é simplicidade em pessoa. É colunista do site Fãs da Psicanálise.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here