Além de implementar todas as medidas necessárias para nos proteger do COVID-19, também é importante cuidar da nossa saúde mental. Em tal situação, é fácil experimentar efeitos psicológicos que comprometem o bem-estar mental.

O governo e as organizações de saúde nos mantêm constantemente informados das medidas preventivas a serem implementadas contra o avanço do COVID-19. No entanto, o que não enfatizamos o suficiente são as consequências psicológicas do coronavírus. Fatores como isolamento social, confinamento doméstico e o peso da incerteza podem afetar nossa saúde mental.

Há também outra variável que não estamos prestando atenção. Milhares de pessoas com depressão ou transtornos de ansiedade estão agora em uma situação que piora esse estado. Portanto, é essencial oferecer-lhes ajuda, apoiar estratégias para fazê-los sentir-se acompanhados durante toda a pandemia.

É evidente que nenhum de nós já havia enfrentado uma situação dessas antes. Mas não deixe que isso o decepcione: continuamos ativos para nos defender do Coronavírus e de seus “efeitos colaterais” (comportamento irracional, medos infundados etc.).

Temos a obrigação de reagir, agir, criar pontes e cadeias de ajuda para que, dentro de cada família, no silêncio de cada casa, nossa mente não nos traia, não aja contra nós, intensificando o sofrimento. Por todas essas razões, é importante conhecer as consequências psicológicas do coronavírus.

7 consequências psicológicas do coronavírus

A revista científica The Lancet publicou há alguns dias um estudo sobre o impacto psicológico do coronavírus . Para conseguir isso, outras situações semelhantes foram analisadas (embora não com o mesmo impacto). Uma delas foi a quarentena que ocorreu em várias áreas da China após a epidemia de SARS de 2003.

A população foi forçada a permanecer em quarentena por 10 dias, período que serviu aos psicólogos para analisar o efeito desse tipo de situação. Graças aos dados coletados e à observação do que vem acontecendo nas últimas semanas, foi possível determinar as consequências psicológicas do coronavírus. Vamos vê-las juntos.

1. Isolamento por mais de 10 dias causa estresse

Uma das medidas implementadas pelos governos para impedir a disseminação do coronavírus e superar a doença (quando os sintomas são leves) é a quarentena ou isolamento total por 15 dias.

Os pesquisadores que concluíram o estudo, Dra. Samanta Brooks e Rebecca Webster, do King’s College London, chegaram à conclusão de que, após 10 dias de isolamento, a mente começa a ceder.

A partir do décimo primeiro dia, surgem nervosismo e ansiedade. Com uma prisão de mais de 15 dias, os efeitos podem se tornar muito mais graves e difíceis de administrar para a maioria da população.

2. Consequências psicológicas do coronavírus: o medo da infecção se torna irracional

Uma das conseqüências psicológicas mais óbvias do coronavírus é o medo de ser infectado. Quando uma situação de epidemia ou pandemia se expande, a mente humana tende a desenvolver medos irracionais .

Não importa se ouvimos fontes confiáveis ​​de informação. Não importa se estamos cientes das medidas de segurança simples e necessárias (lavar as mãos…).

Gradualmente, desenvolvemos medos cada vez mais infundados, como o medo irracional de que a infecção possa vir dos alimentos que ingerimos ou que possa ser transmitida por nossos animais de estimação…

3. Tédio e frustração

Em um contexto em que a interação social é reduzida ao limite, onde o silêncio reina nas ruas e somos forçados a permanecer fechados em casa, fica claro que o tédio não demorará a chegar. Embora as formas de combater sejam muitas.

Quando os dias passam e a incerteza cresce, aí vem a frustração. A incapacidade de manter nosso estilo de vida e nossa liberdade de movimento nos leva a cair em um abismo de emoções complexas e problemáticas.

4. Sensação de falta de necessidades básicas

Em um contexto epidêmico ou pandêmico, a mente tende a agir por impulsos. Uma das consequências disso é a compra compulsiva.

Tudo isso nos remete à pirâmide de necessidades de Abraham Maslow , segundo a qual, para estar bem, o homem precisa antes de tudo estocar alimentos e necessidades básicas.

Em um cenário incerto, nosso cérebro concentra sua atenção nessa prioridade: não ficar sem os bens fundamentais para a sobrevivência. Não importa que nossas despensas estejam abastecidas.

Nossa mente nos leva a acreditar que certos bens podem terminar e nos leva a estocar.

5. Perda de confiança

Entre as consequências psicológicas do coronavírus está a perda de confiança nas fontes oficiais de informação. Em tempos de crise, chegamos ao ponto em que a mente humana desconecta e perde a confiança.

A desconfiança da população pode se tornar o pior inimigo, favorecendo a disseminação das teorias paranoicas e da conspiração, afastando-se da solução do problema.

6. Pessoas com distúrbios psicológicos podem piorar

Como dissemos no início, a população mais sensível, pessoas com depressão, fobias, ansiedade generalizada, transtornos obsessivo-compulsivos, pode sofrer mais do que qualquer outra pessoa nesse contexto. À luz disso, é de vital importância que eles se sintam apoiados e que não passem esses dias sozinhos.

7. O pior inimigo de todos: pensamento negativo

Há um fator óbvio e extremamente perigoso que pode impactar negativamente nossa saúde mental: pensamento catastrófico . A tendência de antecipar o pior, aquela voz que nos sussurra que perderemos nossos empregos, que as coisas não voltarão como antes, que acabaremos no hospital, que alguns entes queridos não conseguirão sobreviver, que a economia entrará em colapso.

Vamos evitar dar origem a esse tipo de idéias. Em vez de ajudar, eles apenas complicam a realidade que estamos vivendo. Então, vamos cuidar da nossa saúde, seguindo todas as medidas de prevenção, mas também cuidando da nossa saúde psicológica.

Para concluir, em tempos de crise, devemos permanecer calmos e criar alianças. Vamos ajudar um ao outro a superar com sucesso essa situação, que passará.

Fonte: lamenteemeravigliosa
Imagem: wendel moretti

*Texto traduzido e adaptado com exclusividade para o site Fãs da Psicanálise. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Você sabia que o Fãs da Psicanálise também está no Instagram e no Facebook? Que tal fazer uma visitinha para nós por lá?

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here