Fala-se tanto em depressão, tristeza, angústia, sentimento de abandono pelo social. Fala-se tanto em estar sozinho em meio a uma roda de pessoas, mas pouco se fala sobre as almas que causam a si próprias este tipo de sofrimento.

Sim, posso parecer louca e sem coração dizendo isso, mas é verdade: há quem plante coisas ruins ao longo do caminho e, meu caro, é impossível plantar espinhos e colher rosas brancas. O egoísmo toma cada dia mais espaço em nossas casas.

São muitos os que se sentem superiores ao outro, e até mesmo colocam apenas seus próprios sentimentos em questão, fazendo com que tudo o que é recebido seja motivo para sentir-se magoado e nada do que é feito ou falado possa ser considerado como ofensa ao outro.

Os egoístas não são difíceis de encontrar, eles costumam caminhar sozinhos, pois consideram não precisar da ajuda de ninguém. Quando estão acompanhados, falam muito bem de si e muito mal de qualquer outra pessoa, na bifurcação entre ajudar ou ser ajudado, ele abre um novo caminho por nome “não sou obrigado”.

Sim, eu sei que há muitos deprimidos devido a problemas familiares, conjugais, de autoestima… mas também há muitos que estão assim por remoer os abandonos causados por si mesmo.

Ser egoísta é possuir um passado de erros, um presente de indiferenças e um futuro de tristezas.

Seja humano: ame mais; arrepender-se não é apenas uma escolha, mas sim um privilégio dos fortes. Plante rosas para mais tarde possuir um bonito roseiral ao seu redor.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Raquel Gonçalves
Há quem diga que os olhos são a janela da alma, então, no meu caso, eles são uma janela bem grande e aberta. Amante das artes, do universo e das palavras, necessito de música para viver, dos astros e estrelas para pulsar e dos versos para existir. A publicidade me escolheu; por isso anuncio paz, promovo sorrisos e transmito intensidade. Sou colunista do Fãs da Psicanálise.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here