Foi um choque, meu mundo desabou. Além do carinho, o fato de já terem se passado três meses de sua morte também me abalou. E isso me fez repensar muitas coisas.

Primeiro que a vida é muito curta para ser desperdiçada com aquilo que não nos causa afeto. Os anos passam muito rápidos para os entregar a escolhas mal amadas, os dias são pequenos demais para abrirmos mão de momentos de carinho, risos e paz. Instantes, que perdidos, não voltam jamais.

Não importa quem é a pessoa, se ela é capaz de adicionar pílulas de alegria em seu dia a dia, se quando você pensa nela seu coração é invadido de satisfação e seu rosto de risos, nada é mais importante. Não a perca, cole nela. Cuide do amor que sentem por você. Apenas aqueles que realmente nos querem bem estarão ao nosso lado quando a gente precisar. A eles devemos nossa atenção e carinho, pois, nosso tempo é muito escasso para ser gasto com quem não nos causa bons sentimentos. É como passar a vida batendo em uma parede acreditando que é uma porta.

Medimos tanto esforço para fazer uma boa selfie, mas quando se trata de ligar para a nossa avó que tanto nos ama, estamos ocupados demais. Quando é para escutar nosso filho contar uma história da escola, estamos muito cansados. Quando é para responder a mensagem de um amigo querido, deixamos ele no vácuo. Em vez de jantar com nossos pais, preferimos beber umas com alguns conhecidos. Então, realocamos nossa energia para pessoas e coisas que nos trazem infelicidades. E nos acostumamos a isso.

Porém, no correr do tempo não há segundas chances. Amanhã o pôr do sol pode estar encoberto por nuvens. De uma hora para outra, as pessoas que nos estimam podem não estar mais com a gente. Quando pensar em amor, lembre-se que tudo é temporário e deixar de aproveitar uma chance de amar é desperdício de vida.

A capacidade de viver o amor, amando e sendo amado, é o maior dom que Deus nos deu. Então, ligue para quem você sente falta. Mesmo que seja um amigo que há anos não tem notícias. Mude os planos com o edredom e aceite o convite para jantar. Nada é mais importante do que estar com quem nos faz bem. Permita-se sem culpa quando houver amor envolvido. Brinque mais com seu cachorro, com seus sobrinhos. Tenha mais tempo para quem você gosta e viva com eles momentos que estarão para sempre em suas boas lembranças. Aliás, viva para colecionar boas recordações. É assim que construímos uma linda história de vida.

Para isso, conecte-se firmemente a tudo que lhe faz bem. Mesmo que seja só um pouquinho, mas que seja amor. Busque por um trabalho que você goste, cerque-se de pessoas que são positivamente importantes para você. Procure por quem sente saudades. Escolha um lazer que lhe proporcione bons momentos de prazer. Conheça os lugares que você tem vontade. Vista aquela roupa que você adora, cozinhe um prato delicioso, tire os sapatos e escute sua música preferida.

E sempre que ouvir o tique-taque do relógio lembre-se: o tempo é o senhor da existência e, tão vital quanto ele, somente o amor. E quando eles se encontram é que somos felizes, porque é esse o exato e único momento do tempo em que nos sentimos realmente vivos: o tempo presente em que amamos.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Luciano Cazz
"Luciano Cazz é publicitário, ator, roteirista e autor do livro A TEMPESTADE DEPOIS DO ARCO-ÍRIS." Quer adquirir o livro? Clique no link que está aí em cima! E boa leitura!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here