Quando percebemos que fomos preteridos por alguém, há uma infinidade de sensações: desde a surpresa, a raiva, até o alívio. Avalie, se você foi bloqueada no whatsapp é porque a pessoa quer manter distância de você.

Podemos supor várias razões para que essa pessoa pense deste modo, mas como não temos uma bola de cristal, o mais provável é que ela não consegue assumir esses motivos e prefere fugir do seu contato do que ter que encarar uma mensagem, ver a sua foto ou simplesmente ter que compartilhar de um mesmo espaço que você, nem que seja na lista de contatos do telefone.

Acredite, ser bloqueada pode ser uma das melhores escolhas que essa pessoa tomou. Sim, como sempre digo em minhas aulas sobre empatia, cada pessoa oferece aquilo que tem, ou seja: se eu tenho carinho, vou lhe oferecer amor; se tenho rancor, vou lhe oferecer mágoa. Então se não há mais nada para ser ofertado, se não restou mais nada desse relacionamento, o melhor pode ser o afastamento.

Eu sei que você pode ficar triste e se questionar por ter sido bloqueada, mas se você raciocinar perceberá que se a pessoa lhe bloqueou é porque ela não conseguia lhe esquecer de outro modo, ela precisou dessa atitude drástica para manter distância.

O que eu vejo é que na maioria das vezes o bloqueio serve mais para quem bloqueou do que para quem foi bloqueado. Eu mesma já vi isso. Tenho uma amiga que se encantou por um cara através do Tinder (aplicativo virtual para encontros reais), saiu com o rapaz, estava tudo lindo até que um dia recebeu um Whatsapp com uma mensagem de poucas linhas: “oi,…, tudo bem? Adorei te conhecer, sair com você foi muito bacana, mas não me sinto preparado para dar a atenção que você precisa. Um beijo, se cuida”.

Assim minha amiga seguiu o conselho do Crush, ela “se cuidou”, bloqueou o cara. Mas ela não bloqueou pensando em um meio para que ele não a procurasse mais e sim como um meio dela não cair em tentação. Sim, ela pensou: se eu saio pra balada e bebo vou sentir a maior vontade de ficar com ele, então se eu o bloqueio já mando um recado para a minha bebedeira: “esse cara foi bloqueado pois não me merece”. Entenderam a lógica da minha colega?

Assim percebemos que há muitos motivos para o bloqueio, mas ainda bem que temos o Messenger, o Skype, os e-mails e ainda a velha e temida ligação através do telefone! Se você está mal pois não sabe os motivos do bloqueio, está ansiosa e muito curiosa, pode tentar um desses outros caminhos. Aliás se você sente alguma culpa, está com remorso ou precisa dizer algo, esses caminhos são super válidos. Aviso: você pode ser bloqueada em outros locais também, paciência, “who cares?”.

Aconselho que você olhe esse bloqueio com bons olhos, a vida se encarregou de colocar as pessoas em seus devidos lugares e nada melhor que o tempo para saber se elas devem continuar ali ou não.

Claro que ser rejeitado pode ferir, doer, mas passa! Coloque seu orgulho, seu coração partido, na gaveta e parta para novas histórias. Tente entender que o outro tem razões e atitudes que você pode não compreender, mas o importante é acreditar em pequenas palavrinhas, bem sonoras e com um poder enorme: “a fila anda” e anda pra todo mundo.

Vá viver, siga de peito aberto e cabeça em pé. Coloque você como prioridade e seja feliz com o que você tem.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Natthalia Paccola
Desde que começou os estudos em Psicanálise e Psicoterapia, a jornalista, bacharel em Direito e mestre em Ciências Naturais pela Unicamp,  Natthalia Paccola levanta uma premissa sobre a sua vida profissional: nunca aceitaria rótulos ou doutrinas acadêmicas. Mas é claro que sofre influências de vários pensadores.Sua grande fonte de inspiração como autoridade em levar Luz para o Bem através de mídias sociais, no entanto,  tem sido os seus próprios seguidores, cerca de 10 milhões que passam semanalmente pela sua Fanpage, Grupos, YouTube, Site, Instragram ou Twitter.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here