“Maturidade não tem nada a ver com idade ou com sexo”, quem afirma isso é Natthalia Paccola, psicanalista do site Fãs da Psicanálise. Ela explica que essa associação de maturidade com idade vem da ideia de que pessoas com idades mais avançadas já passaram por muitas experiências de vida e por esse motivo estão mais aptas a serem flexíveis frente às adversidades.

Entretanto o que se vê são pessoas, que mesmo com mais de 30, 35 anos, extremamente imaturas, que não sabem lidar com conflitos, desafios ou qualquer tipo de frustração.

Seja por aspectos da parentalidade ou outros relacionados ao seu ambiente, seu parceiro pode ser uma pessoa imatura e isso não faz com que você o ame menos e sim com que fique perplexa diante da maneira como ele lida com o relacionamento.

Mas, saiba, diz Natthalia Paccola, “se você o ama é bem possível auxiliá-lo nesse aprendizado, através do seu exemplo, seja no diálogo ou nas atitudes e, desse modo ajudá-lo a crescer”.

Geralmente, temos grandes expectativas quando começamos a nos relacionar com alguém. Isso significa que quando percebemos que estamos na presença de uma pessoa imatura, ficamos decepcionados. Mais cedo ou mais tarde, surgem reprovações, pensamentos negativos e desesperança.

Por que meu parceiro é uma pessoa imatura?

Se você está pensando que seu parceiro (a) é uma pessoa imatura, você deve saber que a maioria das pessoas que estão relutantes em crescer, se encontram nesse impasse pois cresceu em um ambiente superprotetor.

Natthalia Paccola enfatiza que crianças que cresceram em lares onde todas as suas vontades eram atendidas e com isso desenvolveram uma baixa tolerância à frustração, não aprenderam que a conquista dos objetivos depende de esforço.

É provável que até os adultos ainda tenham o reforço dessa personalidade por parte de seus pais. Assim, além de um namorado com um problema de imaturidade, você também pode ter que suportar a presença de uma sogra que não entende que o “filhinho” está adulto. Isso, longe de ajudar a fortalecer o relacionamento, piorará a situação.

Quando crianças, não podemos fazer nada para mudar as atitudes que nossos pais nos fazem acreditar que é para nosso bem, no entanto, como adultos, devemos assumir as consequências das nossas escolhas. Não acredite que o seu parceiro está para sempre sujeito à esse jeito infantil, lembre-se que ele é um adulto que deliberadamente age sem levar em conta o que os outros podem sentir , nem mesmo você.

Sinais

Na grande maioria dos casos, a maturidade não tem nada a ver com a idade da pessoa , mas sim com a capacidade de compreender, analisar e ver problemas e situações. Um jovem de 19 anos pode ser muito mais maduro do que um adulto de 30 anos.

Como identificar que seu namorado (a) é uma pessoa imatura? Aqui estão alguns recursos:

-Ele(a) tem uma personalidade egocêntrica e orgulhosa.

-Ele(a) tem dificuldade em admitir seus erros e se desculpar.

– Demonstra uma grande dependência econômica e emocional de sua família

-Faz você se sentir culpado(a) pelos problemas e é manipulador

-Ele(a) é possessivo e ciumento.

Usa chantagem quando considera a possibilidade de uma separação.

O que fazer?

Embora a sociedade atual tenha se tornado um ambiente perfeito para a geração de pessoas imaturas, você não é obrigada a suportar essa situação . Fazer isso significaria desperdiçar um tempo precioso que você poderia investir em outra pessoa. Além disso, tal relacionamento acaba sendo tóxico e pode prejudicar sua autoestima. O que pode-se fazer nesses casos?

-Não seja pego pelo sentimento de culpa ou assuma a responsabilidade por suas ações.

-Discuta a questão com um amigo de confiança, desabafe e peça orientação.

-Tire algum tempo para apresentar a situação ao seu parceiro de uma forma serena e com palavras delicadas, mas corretas.

-Juntem-se com um grupo de casais que lhes permite encontrar orientação para crescerem juntos.

-Procure ajuda na psicoterapia, lá você encontrará as ferramentas necessárias para fazer uma escolha consciente e decidir se é mesmo hora de abandonar esse relacionamento.

Mas, se você acredita que esse relacionamento vale a pena, seja paciente . Ninguém muda da noite para o dia. Crie um ambiente que estimule seu crescimento emocional, mas sem pressão.

“Fortaleça o relacionamento de vocês através da compreensão de que todos somos imperfeitos e que cultivar valores como tolerância, resignação e paciência, faz com que um ambiente amoroso promova mudanças significativas. Se você nutre amor por essa pessoa, arregace as mangas e seja motivo de admiração, quando admiramos uma pessoa queremos o melhor para ela e nos esforçamos para sermos iguais ao objeto de admiração”, conclui Natthalia Paccola

No entanto, se o que você percebe é que a mudança é impossível, evite o sofrimento. Encontre um tempo para si mesmo, procure ajuda profissional e reorganize sua vida.

O amor é muito útil para uma pessoa imatura superar esse problema. Você pode obter mudanças com amor e, acima de tudo, com uma comunicação eficaz. Muitas vezes chegamos a uma pessoa para ajudá-la, mas se no caminho descobrimos que, longe de ajudá-la, estamos nos machucando, é melhor dizer adeus.

*Texto escrito e adaptado com exclusividade para o site Fãs da Psicanálise. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here