Vivemos um momento ímpar para todos, e que mexe muito com a saúde psíquica e com as nossas vulnerabilidades. As angústias que já existiam, agora se somam com as deste momento.

Muitas pessoas não se davam conta de que não tínhamos o controle de tudo… e em um momento como este percebem a sua vulnerabilidade e a falta de controle que sempre existiu, mas que ninguém queria ver. Todos estavam muito ocupados com a vida exterior e com tantas demandas. E isso pode permanecer agora, com a negação da situação. Muitos estão fazendo isso.

As ilusões materiais, o domínio e o poder ligado ao dinheiro confundia tudo e continua a confundir bastante.

Ocorre também os vazios existenciais que sempre estiveram em cada um de nós, mas que se acentua com todos os acontecimentos.

Mas o que fazíamos com a nossa existência? Qual era o sentido de tudo? Qual era o sentido da sua vida? Penso que esta pergunta é anterior a tudo isso. E que muitos nem se questionavam sobre isso.

Ir vivendo a vida, não significa necessariamente fazer parte da vida, ou ter um sentido maior que traga fundamentos a sua existência e que te faça levantar com algum vigor para ir para as atividades necessárias… E o que é mesmo necessário?!

É necessário ter calma.

Encontrar equilíbrio nisso tudo é o mais fundamental. Cuidar de você antes de qualquer outra pessoa, para conseguir olhar para o outro e contribuir.

Se um dia é mais difícil, tudo bem, pare, se dê um tempo, depois retorna. A saúde mental é uma prioridade neste momento e em todos os outros também.

Acredito que agora todos irão olhar para suas emoções, para a saúde psíquica de uma outra forma. Vão parar de desqualificar, de acreditar que é bobagem o que sentimos, o que temos

dentro de nós! Vão ver quanto tudo que está em nosso interior é fundamental, é valoroso, nos compõe, e não há necessidade de se sentir menor por chorar, ou fraco por ficar triste, ou por não saber o que fazer neste momento ou em outro, é natural diante de alguma questão, vir sentimentos, somos HUMANOS, e não é nenhuma vergonha reconhecê-los, nem fraqueza pedir ajuda.

Aproveite a oportunidade deste momento e se compreenda um pouco mais, compreenda melhor os outros.

É profilático retomar a sua essência. Acolha suas emoções.

(Imagem: Andrea Piacquadio)

Você sabia que o Fãs da Psicanálise também está no Instagram e no Facebook? Que tal fazer uma visitinha para nós por lá?

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Patricia Tavares
Sou Psicóloga pós graduada, Reikiana Nível 3.Trabalho há 21 anos em consultório com psicoterapia, hipnose clínica. Já trabalhei em hospital, núcleo de violência da mulher. Acredito na vida, no amor, nos bons sentimentos, no perdão, na beleza da alma, na superação, no ressignificar, na humanidade. Adoro escrever e falar sobre sentimentos, superações, motivar pessoas, conseguir promover o melhor, despertar o que possa ser maravilhoso em cada um de nós e libertar pessoas de suas prisões emocionais, com uma nova e especial forma de viver, independente dos acontecimentos da vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here