É claro que as pessoas têm todo o direito de dar suas opiniões, da mesma forma que você tem o direito de ignorá-las. E, muitas vezes, é o que deve fazer para não se atrapalhar nas suas tarefas, decisões e na construção da sua própria vida, porque nem sempre essas opiniões são construtivas, pelo contrário, mesmo que inconscientemente, uma pessoa, ao opinar sobre você, sua vida ou sobre o que esteja fazendo, pode, na verdade, estar tentando destruir sua força de vontade, sua coragem, seu amor-próprio e até sua alegria de viver.

Veja 5 distorções muito comuns que podem estar escondidas por detrás de uma opinião:

1- Intenção de diminuir

Para uma pessoa invejosa, procurar defeitos e inventar falhas vira uma excelente estratégia para diminuir feitos e qualidades. Desvalorizando você, ela pode amenizar, nem que seja por um instante, a frustração de ser quem é. Quem não consegue chegar a sua altura, tende a lhe puxar para baixo.

2- Revelação de si mesmo

A opinião que uma pessoa tem sobre você pode ser o reflexo dela mesma. Você pode esquecer algo por ser distraído, porém ela o acusa de egoísta ou negligente, quando na verdade está falando de si mesma. Nesse caso, até a boa intenção pode ser apenas o espelho da alma de quem opina.

3- Manipulação

Uma pessoa pode emitir uma opinião com a intenção velada de fazer você desistir, ou levar você a escolher o que mais interessa a ela mesma. Pode também influenciar sobre alguma decisão que você precisa tomar. E, principalmente, sobre o que você pensa em relação aos outros. Opinar pode ser um meio de quem tem caráter falho chegar à onde gostaria. Tática bem conhecida pelos puxa-sacos.

4- Ilusão

A distorção da opinião de alguém por ser causada pela vontade inconsciente de que aquilo que ela fala seja realmente verdade. Pode desejar uma situação melhor do que ela realmente tem, ou que você não seja uma pessoa tão legal assim. Elas acreditam piamente na própria opinião, sem se darem conta de que seu próprio ponto de vista é um mero desejo fantasioso.

5- Ofensa

Muitas vezes, as pessoas usam a opinião como uma atitude passivo-agressiva, ou seja, estão incomodadas com algo e, ao fazer uma crítica que lhe fere, satisfazem a raiva que sentem de você. Isso fica claro com palavras pejorativas. Porque crítica construtiva é sempre positiva, específica e com sugestões. “Está ridículo” é agressão e não opinião.

Atenção: estes comportamentos são muito comuns no nosso dia a dia, mas não use como desculpa quando a opinião do outro for verdadeira, entretanto, difícil de aceitar.

Por isso, é importante saber filtrar opiniões, uma vez que somos influenciáveis e se permitimos que um ponto de vista entre em nosso subconsciente, ele terá um peso sobre nossas atitudes e sentimentos mesmo que a gente não se dê conta. Então, procure a opinião de pessoas sinceras, isentas e sensatas. Aquelas que são lúcidas o suficiente para lhe dar um ponto de vista claro sobre algo que você está confuso.

E jamais permita que a inabilidade das pessoas em ver as coisas como elas realmente são prejudique sua vida, que ideias pequenas subvertam os grandes pensamentos que existem dentro de você, pois a opinião dos outros pode ser um frágil apoio incapaz de sustentar a grandeza do seu coração.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Luciano Cazz
"Luciano Cazz é publicitário, ator, roteirista e autor do livro A TEMPESTADE DEPOIS DO ARCO-ÍRIS." Quer adquirir o livro? Clique no link que está aí em cima! E boa leitura!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here