A sua vida não acabou! É apenas o fim de um relacionamento. Você já superou tantas coisas, lembra?

Outra vez, esse coração está partido, não é? Logo você, que jurou nunca mais passar por isso. Você se cercou de todos os cuidados possíveis, mas acabou se apaixonando, acreditou que seria diferente, que a pessoa era o oposto das outras que passaram por sua vida.

Você está desorientado(a) sem saber o que fazer com essa dor no peito, com esse nó na garganta. Sua cabeça está a mil, querendo administrar essa bagunça de sentimentos: sonhos que planejaram juntos, que só serviam para vocês; uma saudade que asfixia; as decepções, as ofensas, as lembranças dolorosas; entender que aquela pessoa que o encantou foi a mesma que o feriu e desestruturou.

Você olha para trás pensando “que deveria ter se poupado de tanto sofrimento, bastaria ter se posicionado naquela época em que foi desrespeitado(a) pela primeira vez”.

Você bem que tentou, mas a pessoa veio persuasiva, prometendo mudanças, sublimando o seu desconforto e você deixou para lá.
Depois, outras situações surgiram e o deixaram mal, mas você já relevou uma vez e continuou, até chegar ao ponto que chegou.

Pare de se culpar! Você fez o que pode, com os recursos emocionais que tinha em cada fase da relação. Seja seu(sua) melhor amigo(a) agora, não fique se torturando, perdoe-se, ampare-se porque se você parar para pensar, nesse momento, o que você tem de concreto é você mesmo(a). Você precisa de energia para ficar bem e sair desse inferno astral.

Viva um dia de cada vez, não fique agoniado(a) para se livrar dessa dor. Esse luto vai se dissipar em doses homeopáticas. Funciona assim com todos. Faça o que tiver ao seu alcance para se ajudar no seu restabelecimento.

A sua vida não acabou! É apenas o fim de um relacionamento. Você já superou tantas coisas, lembra?

Não deixe a melancolia nublar o seu discernimento. Os dias de sol chegarão para você!

A gente sempre paga uma fatura por amar, por acreditar, por ser intenso! Faz parte.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Ivonete Rosa
Sou uma mulher apaixonada por tudo que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e Psicologia. Escrevo por qualquer motivação: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel. Sou colunista do site Fãs da Psicanálise.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here