Seres humanos são complexos e desenvolvem seus traços de personalidade em decorrência de vários fatores diferentes: experiências de infância; relações familiares; autoestima; relação com literatura, música e outros tipos de arte; limites ou excessos em decorrência de questões sociais; aprendizado; saúde; características genéticas e por aí vai.

Muitas vezes, criamos um jeito não muito saudável de ver a vida e, em alguns casos, isso tem a ver com o tipo de personalidade das pessoas com as quais nos relacionamos, afinal aqueles que fazem parte do nosso convívio social têm relação direta com nosso estado de espírito.

O fato é que existem alguns traços de personalidade que podem nos fazer mal, e se você acha que está na hora de fazer uma “limpa” na lista de pessoas que fazem parte da sua vida, comece se afastando das que se encaixam nos perfis a seguir:

1 – Aquela que faz com que você se sinta culpado
Você não tem a obrigação de estar sempre presente, e se algum dos seus amigos ou familiares tem o costume de cobrar a sua presença com frequência ou de fazer com que você sinta culpa por não ter comparecido a algum evento, pare e pense: seres humanos são livres; se não deu para ir àquela festa da galera, tudo bem, ninguém tem o direito de jogar pedras em você. Se há alguém do seu convívio que faz com que você sempre sinta culpa pelas escolhas que faz ou pelo que diz, reveja esse relacionamento.

Não carregue o peso da culpa.

2 – O birrento
Na infância, é comum testarmos os limites de nossos pais fazendo manha, esperneando e gritando quando ouvimos um “não” como resposta. O problema é que muita gente continua agindo dessa forma mesmo quando já não é mais criança. Não chegam a se jogar no chão em meio ao supermercado, óbvio, mas costumam agir de maneira agressiva, fazendo chantagens emocionais por não conseguirem expressar sentimentos de maneira clara, madura e saudável. Deixe esse tipo de gente para lá.

Agir assim depois de aprender a fórmula de Bhaskara, não dá

3 – O manipulador
Infelizmente, é fácil ser manipulado sem perceber, e é justamente por isso que você tem que aprender a reconhecer o perfil do manipulador. Geralmente, essa pessoa é cheia de charme, inteligência, persuasão e capaz de usar qualquer truque para conseguir o que deseja – por isso temos tanta aversão a ela. Se você perceber que uma pessoa parece exercer o poder de fazer com que você siga as ordens dela, fique esperto.

“Por favor, pare de falar” =)

4 – O invejoso
A inveja é um problema sério, e se em algum momento da sua vida você já quis causar inveja em alguém, independente do motivo, pense bem se é isso mesmo que você quer. Ainda que esse sentimento, assim como o ciúme, seja normal da natureza humana, a inveja em excesso pode fazer com que uma pessoa queira tanto aquilo que você tem que passe a pensar em meios de conseguir isso, mesmo que precise apelar para ações desonestas e manipuladoras. Pessoas invejosas podem ser também as que fazem você se sentir sempre culpado e inseguro.

Aquele olhar nada sereno de alguém com inveja

5 – O narcisista
Pessoas de personalidade narcisista não são apenas aquelas que são vaidosas em excesso – em termos psicológicos, o narcisismo vai bem além disso. São pessoas que acham que são importantes demais, privilegiadas e não costumam pensar muito nas outras pessoas, focando-se sempre em suas próprias necessidades.

O problema aqui é que essas pessoas focam tanto em deixar suas necessidades em primeiro lugar que acabam sendo péssimas companhias, já que praticamente não se importam com mais ninguém, o que é uma porta aberta a qualquer relacionamento tóxico, seja ele amoroso ou não. Quando alguém diz “nem tudo é sobre você” com muita frequência, comece a prestar atenção na forma como essa pessoa enxerga a si mesma e aos outros em termos de importância.

(Autor(a): Vardan)
(Fonte Original: thecrazyfacts.com)
*Texto traduzido e adaptado pela equipe Fãs da Psicanálise.

(Imagem: Ayo Ogunseinde)

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

14 COMENTÁRIOS

    • Você ja pensou que pode ser uma pessoa tóxica para alguém? Afinal não existe ser perfeito. Fiquei triste com esta matéria, aprendi que cada ser é unico mais aprendemos a ser melhor quando não excluimos do nosso convívio, pessoas com diferentes personalidades. Nos tornamos fortes quando fazemos a difença na vida daoutra pessoa.

  1. Amar ao proximo como a si mesmo, eis a questao. Por que AFASTAR-SE? Por que voce nao sabe lidar com elas, nao sabe acolhê-las, nao sabe auxiliá-las nas suas dificuldades. Muitas vezes eu tambem nao sei. Muitas vezes eu tento e muitas vezes desisto, vejo-me incapaz, mas nunca, nunca mesmo deixo de tentar. Procuro ver o que elas tem de bom e mostrar a elas. Essas pessoas tem um historico de vida que as levou a ser assim, como todos nós, mas despreza-las, eliminá-las, excluí-las é a pior das sentenças. Por que voce nao nos ensina como administrar esses relacionamentos em vez de nos convidar a ignorá-las? Nao foi isso que Freud nos ensinou.

  2. Se você se afasta desse tipo de pessoas que em tese são as que mais precisam de você simplesmente para ‘viver melhor’ isso diz muito da sua própria personalidade egoísta de se aproximar só das pessoas que te agregam e te fazem bem e negligenciar as pessoas que por ventura não pareçam tão convenientes para poder ajuda-las se for o caso.

  3. Que superficial um site de psicanálise falar pra se afastar de pessoas de personalidades X. Primeiro q todo mundo tem traços assim. Ninguém é perfeito, nem bonzinho. E estimular que se isole pessoas é tóxico.

  4. Lendo isso me veio a idéia de virar um ermitão…. Porque só um isolamento total seria capaz de nos mantermos afastados dessas caracteristicas dos ” tipos de personalidades” que sao ,obviamente , inerentes a todos…inclusive nós mesmo…Besteirada…

  5. Explicações bem superficiais se tratando de temperamentos, é um campo muito vasto, mais valeu pela intenção, gostaria de saber sobre os 12 tipos de temperamentos existentes, sendo que a ciência estuda apenas 5 deles, e na verdade só fala de 4 dos mais predominantes, agora essas variações dentro de cada temperamento devem ser estudadas em cada ser, de maneira única, existem muitas variações.

  6. O site diz para se afastar de pessoas assim justamente porque nós não as mudaremos ou saberemos ajudá-las pois não somos profissionais da área de psicologia. O amor ao próximo não significa ter que aturar uma pessoa tóxica, num relacionamento que não faz nada bem. As pessoas que apresentam as características aqui descritas têm consciência da forma com que se comportam, ou pelo menos poderiam ter. Então não adianta tentar ajudar se a pessoa quiser continuar sendo negativa da forma com que sempre foi. Nesses casos, pelo bem da saúde mental de cada um, o melhor realmente é se afastar.

  7. Para mim faltaram alguns outros tipos de personalidades como pessoas que vivem falando mal dos outros, aquelas que te humilham ou gritam, fazem escândalos com você na frente de outras pessoas sendo que poderia te chamar num canto para conversar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here