Pensar demais e de forma negativa sobre um único assunto prejudicará a sua saúde mental

Muitas pessoas sofrem e nem sabem o motivo que as levam a estarem em constante sofrimento. Pensar demais sobre determinado assunto e de forma negativa pode ser o grande impulsionador para esses sofrimentos invisíveis que nos acometem.

Não se dar um tempo para relaxar e esvaziar a cabeça é um agravante que prejudica a saúde mental de muitas pessoas.

UMA SOLUÇÃO PARA VIVER UMA ‘BOA VIDA’ É EXERCITAR O PODER DO EQUILÍBRIO QUE SE DÁ, NO MOMENTO EM QUE “MEDITAMOS”.

Chamo de meditação o momento em que silenciamos e buscamos esvaziar a mente, mesmo não conseguindo de fato, apenas relaxando na nossa presença, tentando encontrar soluções para uma melhor qualidade de vida.

Nosso cérebro não para de pensar, é normal, ele está vivo e ativo com impulsos elétricos intermitentes que funcionam até mesmo na hora de dormir, por isso, sonhamos.

Se depositarmos toda a nossa energia em pensamentos negativos, ou ficarmos obsessivos pensando em apenas um determinado assunto, isso afetará não só a nossa paz, mas a nossa capacidade de encontrar meios para uma possível solução, ou uma saída para enfrentar o problema de uma forma mais serena, como também causará enfermidades seja mental ou física.

“SÓ SENTIMOS O QUE PENSAMOS. SE CONDICIONARMOS A MENTE NO QUE GOSTAMOS, NOS SENTIREMOS BEM.”

Esse momento em que enfrentamos uma pandemia e precisamos nos isolar uns dos outros nos leva a pensar em um único assunto e isso pode nos afetar psicologicamente e nos adoecer emocionalmente.

Devemos treinar a nossa mente para que esse momento não seja determinante e apenas um ponto de alerta para tomarmos atitudes saudáveis, dentro do que a situação permite.

Nós sentimos o que pensamos, se nos concentrarmos em pensamentos negativos sentiremos só sentimentos e emoções negativas e isso, como um ciclo, como um copo vazio a deixar cair gotas dentro dele, uma hora, transbordará e as consequências não serão nada boas, podendo acarretar em diversos problemas de ordem mental e física podendo tornar-se patológico.

Claro que os problemas alardeiam os nossos pensamentos. Mas cabe a nós mesmos a busca do equilíbrio e, através dele, nutrirmos pensamentos positivos. Essa é uma maneira da tranquilidade submeter a razão para se livrar dos problemas.

Eu sempre aconselho a mudar de atividade assim que aquele mesmo pensamento voltar a mente. A mudança de ambiente, de tarefas, de conversas, engana a mente que se viciou a pensar no mesmo assunto.

Agarre-se a bons pensamentos e crie situações que possam satisfazê-lo e nutri-lo de esperança para que não seja dominado pelos pensamentos negativos.

Cuide da sua saúde mental!

(Imagem: Ric Rodrigues)

Você sabia que o Fãs da Psicanálise também está no Instagram e no Facebook? Que tal fazer uma visitinha para nós por lá?

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fabiano de Abreu Rodrigues
Fabiano de Abreu Rodrigues é um jornalista, empresário, escritor, filósofo, poeta, personal branding e psicanalista luso-brasileiro. Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional. Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil. Lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ no Brasil, Angola, Paraguai e Portugal e o livro ‘Como se tornar uma celebridade - Filosofando a Imprensa. Membro da Mensa, associação de pessoas mais inteligentes do mundo com sede em Inglaterra, Fabiano foi constatado com o QI percentil 99, entre 180 e 220 dependendo do teste, sendo considerado um dos maiores do mundo. Especialista em estudos da mente humana, criou um conceito único de tipos de inteligência e como ela interfere na vida humana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here