Para muitos de nós esse momento de isolamento tem significado noites mal dormidas, com privação de sono ou pesadelos que nos acordam assustados e nervosos. Com o tanto de informação rodando pelos meios de comunicação e o tempo que dispomos em casa, isolados,contribuem para uma maior ansiedade, o que resulta em piora na qualidade do sono.

Segundo a neurologista Milagros Merino, membro do comitê científico da Sociedade Espanhola do Sono, dormir mal nessa época de isolamento é normal pois estamos passando por “muita ansiedade” e “estresse permanente”. “Não sabemos quando isso terminará ou como será nossa vida quando terminar”, disse a doutora.

Além de Milagros, outro neurocientista, doutor Diego Redolar, observa que, com o confinamento, “perdemos sinais externos que ajudam nosso cérebro a regular os ritmos circadianos”. Os hábitos sociais, como sair à rua e ir trabalhar, ajudam nosso cérebro a entender em que momento do dia estamos. Isso inclui a hora em que vamos dormir. Como muitos desses hábitos foram perdidos nos últimos dias, é normal que os sinais externos falhem e nosso sono seja prejudicado.

Quando não temos uma rotina estabelecida e lidamos frequentemente com a incerteza – como nos tempos atuais – há maior incidência de termos nosso sono fragmentado. Ou seja, despertamos mais vezes e também temos mais pesadelos que nos fazem despertar. Quando se pesquisa pela internet você percebe que há quem sonhe que enfrenta o vírus com um exército, que começa a trabalhar em hospitais, que tem febre, e outros tipos variados de sonhos relacionados à pandemia.

Com isso, Redolar ressalta que qualquer conflito com um alto conteúdo emocional é suscetível de aparecer em nossos sonhos. Isso faz com que nossas preocupações sobre o covid-19 resulte nos pesadelos que atrapalham nossa noite de sono. No entanto, embora eles sejam muito desagradáveis, o neurocientista explica que nosso cérebro está treinando ao simular situações emocionalmente difíceis, para que ensaiemos e antecipemos as reações. Isso significa que se no dia seguinte nos depararmos com situação semelhantes, estaremos mais bem preparados. É como se nosso cérebro usasse os sonhos como mecanismos de defesa.

A importância de manter hábitos saudáveis

A dra. Merino explica que, embora o momento seja difícil, é extremamente importante a manutenção de hábitos saudáveis. Segundo ela, o confinamento pode ser uma oportunidade para adotar novos hábitos, especialmente no caso de crianças e adolescentes.

Tanto ela como Redolar recomendam manter horários regulares, evitar jantares pesados ​​e, à tarde, não consumir estimulantes como cafeína, tabaco e chocolate. Outra atividade boa é a realização de exercícios, mas estes não são recomendados em horários próximos à hora de dormir, para que não deixe nosso corpo enérgico.

Tente não ler nem conversar sobre o coronavírus antes de ir para a cama

Ambos especialistas reafirmam a importância de se desgrudar dessas notícias no momento pré-sono. Eles dizem que se continuarmos pensando neste assunto na cama, será mais difícil adormecer e também maior a probabilidade de sonharmos com isso.

Seguindo as recomendações dos especialistas, conseguiremos enfrentar de maneira adequada e mais tranquila esse momento tão difícil.

(Fonte: educadoreslive)

Você sabia que o Fãs da Psicanálise também está no Instagram e no Facebook? Que tal fazer uma visitinha para nós por lá?

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here