Semelhante a uma agonia intensa, a ansiedade é uma sensação de antecipação do futuro que surge antes de eventos importantes, como casamentos, entrevistas de empregos e encontros, sendo uma forma de o cérebro se preparar para o que vem pela frente.

Porém, o exagero nessa preocupação é anormal e pode ser um dos sintomas de ansiedade generalizada, o tipo de Transtorno de Ansiedade mais conhecido. Aprenda a identificá-lo.

Ansiedade generalizada: o que é?

De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V), da Associação Americana de Psiquiatria, o Transtorno de Ansiedade Generalizada é uma doença caracterizada por sentimentos exagerados de ansiedade e medo.

O distúrbio é tão excessivo que até os eventos banais se tornam motivo para preocupação, como pequenos afazeres no trabalho, finanças e atrasos.

Em consequência, surgem sinais de ansiedade psíquicos e físicos, frutos do esforço que o corpo tem de fazer pelo estado de alerta. Ainda de acordo com o manual, a maioria dos quadros duram seis meses, mas há aqueles que duram anos e o paciente tem grande dificuldade em controlar seu impulso ansioso.

Causas

O psiquiatra Antônio Geraldo da Silva, superintendente técnico da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), conta que quem sofre de ansiedade vê o mundo diferente devido a fatores genéticos que podem ou não se manifestar ao longo da vida.

Contudo, há fatos que podem desencadear crises se a doença ainda estiver na fase aguda. Segundo ele, a maioria dos gatilhos para crises estão relacionados a eventos em que houve perda, como demissão de um emprego, morte de parente, perda de referências, de liberdade, etc.

Essas situações, que podem ser tanto conscientes quanto inconscientes, criam um processo de luto, que propicia o aparecimento da ansiedade.

Já a fase crônica é caracterizada por uma ansiedade constante. Ela costuma ocorrer com quem não trata da doença logo no período agudo.

Leia Mais: Desabafar diminui a ansiedade?

Sintomas de Transtorno de Ansiedade Generalizada

  • Sintomas psíquicos
  • Preocupação exagerada
  • Medo constante
  • Apreensão
  • Inquietude
  • Nervosismo
  • Dificuldade de concentração
  • Sensação de que algo ruim vai acontecer
  • Descontrole com os próprios pensamentos
  • Preocupação exagerada em relação à realidade
Leia Mais: De onde vem tanta ansiedade?

Sintomas físicos

  • Dor ou aperto no peito
  • Fadiga
  • Palpitação no coração
  • Tontura
  • Sensação de que vai desmaiar
  • Falta de ar
  • Dor de barriga
  • Diarreia
  • Fala exageradamente rápida
  • Tensão muscular
  • Dor nas costas
  • Perturbação do sono

Ansiedade normal e patológica: como saber se estou com o transtorno?

Além dos sintomas de ansiedade, Dr. Geraldo explica que a principal diferença do Transtorno de Ansiedade Generalizada da sensação normal é o prejuízo social da vida do paciente. Ele é tão intenso que atividades simples, como dormir e trabalhar, se tornam extremamente difíceis.

Diagnóstico

O diagnóstico é puramente clínico, ou seja, não conta com exames a não ser a percepção e investigação médica. O profissional mais qualificado é o psiquiatra.

Ansiedade tem cura?

Segundo o profissional, ansiedade tem cura por meio do tratamento adequado. Todavia, em alguns casos surgem recidivas e em outros é preciso estender a duração da medicação, que pode ser administrada por anos.

Tratamentos

Os principais meios para tratar os sintomas de ansiedade são o uso de medicamentos psiquiátricos, que podem ser ansiolíticos ou antidepressivos, e terapia com um psicólogo, a fim de aprender a controlar o impulso ansioso.

A prática de atividades física também é benéfica, assim como orientações de dieta, visto que alguns alimentos estimulantes podem piorar os quadros, como café e energéticos.

(Fonte: vix)

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here