Durante seu programa matinal na Band News, o apresentador Ricardo Boechat afirmou que o seu afastamento do trabalho deve-se a um quadro depressivo.

O apresentador Ricardo Boechat declarou, nesta quinta-feira, por meio de um post no Facebook, que sofre de depressão. Ele estava afastado desde o último dia 19, quando sofreu um surto depressivo e não conseguiu conduzir seu programa matinal na BandNews FM.

“Os pensamentos não fechavam e uma pressão insuportável dava a nítida sensação de que o peito ia explodir. Fiquei completamente desnorteado e achei melhor me refugiar no meu camarim e esperar socorro médico. Quando finalmente minha doce Veruska me levou ao doutor e eu descrevi o que estava sentindo ele foi categórico em dizer que era depressão”, relatou ele que acrescentou que “o estado de pânico, a balbúrdia mental e a insegurança eram sintomas clássicos do surto depressivo”.

“Quem cai num quadro desses perde qualquer condição de continuar ativo, de pensar as coisas mais simples. A pessoa morre ficando viva”, disse ele que contou ter recebido várias mensagens de ouvintes que sofrem desse mal”.

A declaração de Ricardo Boechat vem em um momento onde os casos de depressão aumentam a cada dia. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão atinge cerca de 7% da população mundial,ou seja, quase 400 milhões de pressoas sofrem com esse fenômeno, que se não tratado de forma adequada pode levar o indivíduo à morte.
A depressão é muito mais que isso e muito mais séria. É uma aflição tão severa que restringe a capacidade de uma pessoa funcionar plenamente, um abismo mental tão profundo que ninguém pode achar que vai se safar apenas endireitando os ombros ou pensando coisas positivas.

Não, minha gente, essa escuridão da mente e do estado de espírito é mais do que um simples desânimo. É um desequilíbrio da química cerebral, algo tão físico quanto uma fratura óssea, ou um tumor maligno. É um fenômeno que atinge todo mundo: quem perde um ente querido, mães jovens com depressão pós-parto, estudantes ansiosos, militares veteranos, idosos de uma maneira geral e pais preocupados com o sustento da família.

A depressão não escolhe vítimas por seu grau de instrução ou situação econômica. Castiga sem piedade e da mesma forma pobres e ricos, anônimos e famosos “, alertou o apresentador.

(Fonte: http://odia.ig.com.br/)

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA