Quando se fala em tristeza, vem à mente coisas ruins, depressão, assuntos tristes, coisas que não fazem muito sentido, um pessimismo exagerado. Em sentido o oposto, a felicidade dá o sentido de coisas boas, felizes, que nada pode destruir o bem e coisa e tal.

Todavia, vê-se muito mais a felicidade por aí; ela está muito mais em evidência do que a tristeza. A felicidade
é muito boa, boa mesmo. Mas sei lá! Eu tenho um apego enorme pela tristeza.

Parece que na tristeza é possível colocar-se em questão sobre várias coisas, porque você está indo no sentido oposto do que a maioria diz que é correto. Por que é correto ser feliz e a tristeza é vista com maus olhos?

Tem-se a tristeza como algo negativo na vida, que você até pode ficar triste, mas não por muito tempo, que deve durar pouco. Aliás, o sistema social te impõe que a felicidade deve reinar em tua vida. Sentimo-nos fora do contexto, pois parece que ser triste é errado.

Por muito me critiquei por ser triste e me demonstrar triste para as pessoas, claro, não aquela tristeza demasiada, mas uma tristeza simples. Mas posso garantir que foi na tristeza, que o processo de entender quem eu sou, o que seu estava fazendo, os muitos porquês que pairavam sobre minha vida começaram a tomar algum rumo e fazer certo sentido.

Não é fazer com que a tristeza seja a regra para vida de qualquer um. Lembre-se de quando ficastes triste: verás que o processo pode até ter sido dolorido, mas o aprendizado foi maior que altas doses de felicidade.

Leia mais: Felicidade aos solavancos

Ser um triste honesto te faz ser honesto consigo mesmo; ser um feliz hipócrita faz você querer agradar não a si mesmo, mas aqueles que ditam regras sobre a felicidade, que no fundo não sabem ao certo quem és tu. Querem apenas te moldar a uma ideia de atitude que parece que lhes é mais convincente para viver ao teu redor.

Se for para viver com a tristeza, faça dela sua melhor amiga e não sua pior inimiga. E não veja a tristeza como algo
negativo, veja como uma trilha para o desenvolvimento interno de suas emoções.

(Autor: Lucas Amaral)

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise

A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here