Sou autossuficiente, madura, independente e não acho um homem à minha altura

O que eu tenho a dizer? Tenho que compreender, afinal é um drama que atinge muitas mulheres que acompanham a minha fanpage.

Pois bem, primeiro me responda: como você quer que um homem seja? Enumere. Honesto, estável profissionalmente, educado, bom de cama e tantas outras coisas, certo?

Claro que está certo, você tem todo o direito de querer um homem sob medida para você. Afinal alguém tão honesta, independente, educada, boa de cama, gentil, linda, rica e sociável, precisa de alguém à sua altura.

Proponho que você procure, peça, implore e depois caia em si e trate de ponderar sobre as suas expectativas de felicidade.

Você poderá até encontrar alguém com todos esses atributos, o duro é algum homem tão perfeito querer ficar com uma mulher tão cheia de vontades e exigências. Mas vamos supor que ele topou te encarar e preencheu sua listinha de ideais.

Leia mais: Eu nunca quis um amor perfeito

Quem lhe disse que isso é garantia de felicidade?

Você está condicionando a sua felicidade nesse homem ideal. Numa expectativa, na ilusão de que quando encontrar alguém que preencha esses requisitos você finalmente ficará feliz ao lado de alguém.

A realidade é que não existe homem perfeito, pelo menos que eu saiba. E você quer tanto encontrá-lo pois disso depende a sua felicidade amorosa, que coloca toda a responsabilidade nas costas de quem conhece. Cuidado, a expectativa é a mãe da ansiedade.

O melhor é não esperar nada de ninguém para estar feliz, isso eliminará a ansiedade pela expectativa do agradável ou a angústia pela expectativa do desagradável que você teme vir acontecer.

Leia mais: Como as Expectativas podem dificultar os relacionamentos amorosos

Reduza essas expectativas e procure proporcionar felicidade aos outros. Desde modo você estará em harmonia e valorizará quando receber algo que você não esperava.

Não construa a sua felicidade fora de você através das suas idealizações egocêntricas. Quem vive de ilusão, está com a cabeça e os pés nas nuvens, quando cair na real vai colocar ainda a culpa nos outros, que eles foram os responsáveis por não se enquadrarem na listinha de adjetivos que deveriam ter.

E você vai se frustrar, aliás você já deve ser uma pessoa altamente frustrada que busca nos outros as qualidades que acha que tem. Já experimentou perguntar para alguém se você é mesmo tudo aquilo que acha que é?

Veja novamente o vídeo e tente ver se faz sentido na sua vida.

Viva a sua vida e se abra para as oportunidades, sem cobranças, sem exigências. Seja livre.

Luz para o bem.

Compartilhar
Natthalia Paccola
Desde que começou os estudos em Psicanálise e Psicoterapia, a jornalista, bacharel em Direito e mestre em Ciências Naturais pela Unicamp,  Natthalia Paccola levanta uma premissa sobre a sua vida profissional: nunca aceitaria rótulos ou doutrinas acadêmicas. Mas é claro que sofre influências de vários pensadores.Sua grande fonte de inspiração como autoridade em levar Luz para o Bem através de mídias sociais, no entanto,  tem sido os seus próprios seguidores, cerca de 10 milhões que passam semanalmente pela sua Fanpage, Grupos, YouTube, Site, Instragram ou Twitter.


4 COMENTÁRIOS

  1. EM MINHA PASSAGEM POR ESTA VIDA, SEPAREI MEUS 72 ANOS, POR ETAPAS, ESTOU ENTRANDO NA SÉTIMA ETAPA, EM TODAS ELAS PROCUREI O AMOR, PENSAVA QUE ERA O SENTIDO DA VIDA, COMPLETAVA, NÃO ENCONTREI, TIVE CASOS, TIVE CIÚMES, SENTIMENTO DE PERDA, MAS NAS SEXTA E SÉTIMA ETAPA. SENTI QUE NUNCA ENCONTREI UM AMOR QUE REALMENTE COMPLETASSE, TIVE ILUSÕES QUE DURARAM CINQUENTA ANOS, MAS HOJE COM CERTEZA SEI QUE NÃO FOI AMOR, NÃO SEI SE SOU INCOMPLETO, OU VIM PARA SER UM EREMITA, SOLITÁRIO. SINTO-ME BEM COM MEU ISOLAMENTO, MESMO NO MEIO DE TODOS, MEU SILENCIO ME COMPLETA.

  2. Meninas(os), a real felicidade está dentro de nós, nada e nem ninguém pode nos dar essa tal felicidade que tantos buscam, preencher esse vazio que tantos sentem… O problema não é exigir que o outro tenha certas características, mas sim achar que o outro irá nos completar e nos fazer feliz, quando essa tarefa é exclusivamente nossa. Cuidem-se muito, tratem-se com amor, cultivem o prazer de estarem sós e sejam exigentes sim, não aceitem qualquer coisa, não aceitem pessoas mesquinhas, pessoas infelizes com suas próprias vidas, que nos maltratam e pessoas sem caráter. Eu tenho certeza que quando amamos nós mesmos, nossas escolhas são feitas naturalmente, principalmente em relação a quem gostariamos que esteja ao nosso lado, compartilhando a felicidade que nós já temos. E ser livre é fazer escolhas, e quando escolhemos algo, inevitavelmente “perdemos” outras. Aí reside a beleza da liberdade, poder escolher e ser feliz com o que optamos, sem sofrimento.

DEIXE UMA RESPOSTA