Os neurocientistas têm alertado as pessoas sobre os riscos biológicos de manter um segredo.

Enquanto podem parecer inocentes e inofensivos, reter segredos dos outros, especialmente de entes queridos próximos, tem o poder de comprometer seu bem-estar mental, físico, emocional e espiritual.

Claro, segredos em um grau menor são normais, e até mesmo naturais. No entanto, quando segredos se tornam um obstáculo em sua vida diária e relacionamentos, é de extrema importância que você enfrente a causa emocional raiz desse estressor.

Porque segredos comprometem a sua saúde

Segundo o psiquiatra e autor do “Anatomy of a Secret Life” guardar segredos ou viver uma vida secreta, promove diálogos internos e conflitos profundamente problemáticos.

Perigosamente, quando profissionalmente não diagnosticados ou não tratados, segredos podem provocar ansiedade e preocupação crônica.

Leia mais: A arte da escuta

O motivo? O córtex cingulado, essencial para nossas respostas emocionais, é profundamente inclinado para dizer a verdade. Conhecido como o “lobo lógico”, quando traímos nossos instintos naturais, outras regiões do cérebro podem não transmitir adequadamente os dados e informações importantes.

Evidentemente, segredos colocam pressão neurológica em seu cérebro para desempenhar as suas funções biológicas e instintivas, salientando o seu córtex. “O córtex pré-frontal está envolvido na tomada de decisão, pensamento complexo, e engano”, diz o neurocirurgião Gopal Chopra, e, consequentemente, quando estas duas regiões não podem operar sem restrições, o resultado final são cargas emocionais perigosas.

Vulgarmente conhecida como a sua resposta “de luta ou fuga”, quando seu córtex pré-frontal ganha a batalha dentro do seu cérebro para manter continuamente um segredo, a pressão faz com que o córtex cingulado acelere a produção do seu corpo de hormônios do estresse.

Quanto maior for o segredo, ou quanto mais você considerar o risco de ele ser espalhado, maior a ansiedade e os sintomas negativos.

Leia mais: Quando a boca cala ... o corpo grita!!!

Evidentemente, se segredos persistem por longos períodos de tempo, isso pode levar ao estresse mental sustentado, podendo se manifestar através de problemas digestivos, pressão arterial elevada, insônia, dor nas costas, problemas de tireoide e um sistema imunológico enfraquecido.

Segredos: O que fazer e não fazer

Apesar do perigo, segredos são uma faceta natural da natureza humana. Muitos segredos por sua própria natureza irão reduzir o stress ou conflitos desnecessários, como não dizer a seu filho sobre seu aniversário surpresa ou umas férias surpresa que você tem planejado junto com seu parceiro.

Quando você tem a percepção de que um segredo é muito caro, o pensamento dele ser vazado pode resultar em doença, e é imperativo que você procure atendimento profissional – ou, pelo menos, confie em alguém próximo e de confiança.

Leia mais: A frase mais estressante que existe

Finalmente, é importante lembrar que muitas vezes aumentamos a gravidade de um “segredo”, a tal ponto que se tornam mais tensos do que realmente são.

Embora possa parecer trivial ou óbvio, o simples ato de escrever uma lista de prós e contras pode ser fundamental para subsidiar estressores desnecessários. Esta tarefa simples tem sido cientificamente comprovada para reduzir drasticamente os hormônios do estresse, pressão arterial mais baixa e crises de doenças mentais.

(Fonte: thespiritscience.net)

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here