Distúrbios psicológicos estão se tornando mais freqüentes. Depressão e ansiedade se tornaram epidemias reais em todo o mundo, na medida em que estima-se que metade das pessoas vão sofrer uma psicopatologia em algum momento de suas vidas e que 25% irão desenvolver uma doença crônica.

Por isso, psicólogos da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, se perguntaram quais são as características comuns das pessoas que não desenvolvem uma doença mental. Para descobrir, eles seguiram um grupo de pessoas em grande parte da sua vida, da infância à maturidade, realizando testes psicológicos a cada poucos anos para avaliar sua saúde mental.

Os pilares da boa saúde mental

Esses psicólogos descobriram que 83% das pessoas haviam sofrido um transtorno mental em algum momento de suas vidas. Eles também descobriram que alguns participantes tinham uma saúde mental muito estável, por isso não desenvolveram distúrbios psicológicos. O que os fez diferentes?

1. Eles não tinham histórico de transtornos mentais em sua família
Algumas psicopatologias têm um componente genético e outras podem ser “transmitidas” através dos padrões de enfrentamento que aprendemos com nossos pais. Portanto, crescer em uma família funcional, onde os membros têm boa saúde mental, age como um fator de proteção.

2. Presença de menos emoções negativas
Na primeira idade, aos 5 anos, as pessoas com boa saúde mental já mostravam menos emoções “negativas”. Sem dúvida, a prevalência de emoções positivas contribui para olhar a vida a partir de uma perspectiva mais otimista que afasta os transtornos mentais.

3. Maior autocontrole
O autocontrole é uma capacidade que nos permite administrar nossas primeiras reações de maneira mais eficaz, especialmente do ponto de vista emocional. Por um lado, ajuda-nos a adaptar-nos melhor às circunstâncias, a fim de escolher a resposta mais adequada e, por outro lado, permite-nos gerir melhor as nossas emoções, para que não tomem o controle.

4. Boas relações interpessoais
As relações interpessoais podem se tornar uma rede de apoio inestimável ou, ao contrário, uma fonte de conflitos e problemas. Pessoas com boa saúde mental são capazes de manter boas relações com os outros e sabem como evitar conflitos construindo relacionamentos fortes.

5. Eles são resilientes
A resiliência é uma capacidade que se desenvolve desde a infância e que nos permite enfrentar os problemas sem desmoronar e até ficar mais fortes, por isso age como um fator de proteção do equilíbrio psicológico. Um estudo com crianças que foram vítimas da guerra na Bósnia descobriu que aqueles que tinham menos cicatrizes emocionais eram aqueles que podiam pedir ajuda, não em busca de compaixão, mas no apoio emocional de que necessitavam.

Outro detalhe muito interessante deste estudo é que as pessoas que tinham melhor saúde mental não eram precisamente aquelas que tinham melhor saúde física, nem eram nascidas em famílias ricas nem eram as mais inteligentes em termos de IC. No entanto, não há dúvida de que eles tinham uma boa inteligência emocional.

Ao atingir a idade adulta, essas pessoas não só alcançaram maior sucesso no campo profissional, mas também relataram maior satisfação com a vida e possuíam uma forte rede de apoio social.

Isso indica que, embora possa haver uma predisposição para o desenvolvimento de certos distúrbios psicológicos, o estilo de vida e o modo de lidar com os eventos são decisivos para a saúde mental. Portanto, se quisermos proteger nosso equilíbrio psicológico, devemos nos certificar de que temos uma mochila cheia de boas ferramentas para a vida.

Imagem: MARK ADRIANE

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here