Ligação de almas. Tão difícil de acontecer, mas quando acontece, é mágico. Seja no amor, ou, amizade, relacionamentos saudáveis são aqueles que nos transmitem paz. Pessoas que agregam em nossas vidas, são dignas de nossa atenção e zelo.

Dia desses estava conversando com uma pessoa. Apesar de ser uma pessoa incrivelmente prazerosa para conversar, neste dia, estava distante. Eu falava “A”, ela respondia “B”. Como temos uma amizade de longa data, temos intimidade o suficiente para nos abrir. Ao invés de permanecer do outro lado da linha com cara de paisagem, eu perguntei se estava tudo bem, e disse a ela que estava desligada. Ela disse que estava sim, mas quando retomávamos a conversa, ela se mantinha em silêncio novamente. E para fechar com chave de ouro, não a procurei para conversar. Foi ela.

Após termos desligado o telefone, a chamei via mensagem e disse mais ou menos assim: “Desculpe, mas se falo contigo, é porque gosto de sua companhia, mas não fale comigo se não está presente. Isso me irrita em qualquer pessoa”.

Se mantenho contato com alguém, é pelo simples fato de me fazer bem, contudo, sou ariana, e a arianos carregam intensidade em si. Na amizade, ou, na vida a dois, gosto de entrega. Não me venha oferecer migalhas, porque delas eu não preciso. Valorizo conversa olho no olho, e encontro de almas. Se for para conversar por obrigação, prefiro nem conversar. E se não está bem para uma prosa gostosa, nem se dê ao trabalho de me procurar.

Talvez, daqui alguns dias, rirei desse desabafo, no entanto, usei esse exemplo porque isso acontece com milhares de pessoas. Inclusive, a pessoa que foi citada no texto, sabe da importância que tem para mim, e ao mesmo tempo, sabe que sou sincera, e digo o que me incomoda.

Prosa gostosa não é aquela onde os envolvidos estão apenas fisicamente ali. Prosa gostosa é aquela que as almas estão totalmente conectadas umas com as outras.

Se a vida lhe presentear com pessoas especiais, valorize. Almas bonitas são raras de se encontrar.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Larissa Dias
Estudante de jornalismo, radialista por amor, escritora nas horas vagas. Adora dar boas risadas, costuma passar os domingos de pijama assistindo filmes e séries. Apesar de não curtir baladas, é incapaz de recusar uma rodinha de violão, e para pra cantar junto. Mesmo desafinada, garante que é simplicidade em pessoa. É colunista do site Fãs da Psicanálise.

3 COMENTÁRIOS

  1. Uma boa prosa significa “expressão natural da linguagem escrita ou falada, sem metrificação intencional e não sujeita a ritmos regulares”. Mas nasce a condição de que o falante, locutor, e o interlocutor, aquele que ouve, estejam conectados por um tênue ‘fio metálico’, onde o bom gosto pelas palavras mais ‘bonitas’ pode ganhar peso e até dar brilho maior às ideias expressadas.

    Prosa, ainda, significa um bom texto criado com as melhores palavras ilustradas para conduzir o sentido.

    A conversação amiga e despida de antagonismos por ‘reservas mentais’, apresenta-se como uma terapia carregada de emoções ‘ao vivo’ e compartilhadas. Sempre é agradável e gostoso o ‘di-álogo’.

  2. É um problema muito grande esse das pessoas sempre dizerem: Sou ariano, sou canceriano, sou isso, aquilo, etc. Sinal de que a pessoa não é ela mesma e sim segue um padrão pré-estabelecido. O interessante da vida é sermos nós mesmos e cada dia acrescentar mudanças positivas e corretivas à nossa vida, ao nosso caráter, à nossa personalidade. Isso é evolução. E se a amiga estava dessa forma é porque estava com algum problema. O certo seria tentar ajudar. Mas é só minha opinião.

  3. Sinceramente, não enxergo beleza na grosseria.

    E foi isso que você foi. Grossa. Não foi sincera. Não foi autêntica. Foi grossa com sua amiga que provavelmente não estava num bom momento.

    E isso, querida, está longe de ser algo que uma alma bonita faz.

    Essa prosa, carregada de egoísmo e autoafirmação, está longe de ser algo positivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here