Sigmund Freud, o pai da psicanálise, já escreveu muito sobre o  sentimento de culpa. Na visão dele, essa emoção dolorosa (uma tensão entre o superego, ID e o ego) exercia um papel crítico no surgimento da depressão e era um obstáculo poderoso à busca da felicidade.

“O preço que pagamos por nosso avanço na civilização é a perda da felicidade com a intensificação do sentimento de culpa”, Freud escreveu em “O Mal-Estar na Civilização”, de 1930.

Nosso entendimento moderno do comportamento humano já ultrapassou muitos elementos da teoria freudiana, mas a análise da culpa feita por Freud continua a ser importante e é substanciada por pesquisas recentes.

Qualquer pessoa que já tenha sentido culpa – ou seja, todo o mundo – sabe que esse sentimento pode causar muito sofrimento e impedi-lo de curtir a vida.

Neste teste você descobre qual o seu tipo de culpa, sempre que comete um erro e como encará-lo!

*As nossas postagens são produzidas com o intuito de informar e não substituem a opinião de um profissional de saúde, um diagnóstico médico ou os tratamentos já prescritos.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here