Sigismund Schlomo Freud (ou Tio Freud para nós, os íntimos) foi um austríaco que viveu entre 1856 e 1939. Médico neurologista por formação, Freud foi muito além da medicina de sua época, e fundou um novo método para o tratamento da psicopatologia, baseado em uma relação dialógica entre paciente e médico (psicanalista). O pai da psicanálise considerou como objetos para investigação científica aspectos da mente como os sonhos, esquecimentos, lapsos de fala, fantasias e o inconsciente.

Depois de trabalhar com Jean Charcot, famoso por tratar histeria por meio da hipnose, Freud passa a utilizar a sugestão hipnótica como principal ferramenta no atendimento clínico. Posteriormente, também vai utilizar o método catártico, apresentado em Estudos sobre a Histeria – trabalho em conjunto com Josef Breuer. Porém, Freud logo abandona a hipnose e modifica o método catártico.

A terapia psicanalítica passa a ter como método a associação livre, ou seja, deixar com que o paciente fale livremente sobre o que vem à mente, mas certas ideias encontram barreiras para isso. As descobertas dos mecanismos de repressão e resistência e do inconsciente foram decisivas para modificar o trabalho terapêutico e para que Freud alterasse o nome do método de investigação e cura de catártico para psicanálise.

Freud é o pai da Psicologia?
Não. Freud é considerado o pai da psicanálise, que é uma das várias formas de psicologia, e não a única. Geralmente considera-se que o pai da psicologia moderna é Wundt, o fundador do primeiro laboratório de psicologia experimental.

Referências: Bock, Ana Mercês. Psicologias: uma introdução ao estudo da Psicologia. São Paulo: Saraiva, 1999.
Freud, Sigmund. (1905 [1904]) Sobre a psicoterapia. In: Obras Psicológicas
Completas de Sigmund Freud: edição standard brasileira. Vol. VII. Rio
de Janeiro: Imago, 1989.

(Fonte: psicoativo)

*Texto publicado com a autorização da administração do site.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here