Sabemos que o ideal para o relacionamento e para a terapia é a participação de ambos os parceiros. No entanto, é comum apenas um membro pedir ajuda.

Nesses casos, os psicoterapeutas também podem fazer um trabalho importante com a pessoa que veio ao nosso consultório desde então, embora seja óbvio que apenas ouviremos uma das partes e que isso deixará uma lacuna de informações sobre o outro componente do relacionamento. Podemos nos concentrar em obter mudanças na pessoa, mudanças que terão um impacto indireto no seu parceiro.

Por exemplo, se um dos problemas a serem enfrentados são as discussões em que prevalecem sentimentos e gritos negativos, ensinaremos à pessoa que chega ao nosso escritório uma série de estratégias e ferramentas que lhe permitirão desenvolver uma comunicação mais positiva sem problemas. Assim, indiretamente, aumentamos as chances de seu parceiro também reduzir seu tom e melhorar sua comunicação.

No entanto, devemos ressaltar que, durante a terapia, sempre tentamos encontrar a motivação de ambos, não nos concentramos apenas em resolver os conflitos de uma das partes.

Quais são as chances de sucesso?

Em geral, o objetivo desse tipo de terapia é fornecer ferramentas que ajudem o casal a resolver seus problemas e garantir que fiquem juntos, desenvolvendo um relacionamento saudável e respeitoso para ambos. Em termos estatísticos, estima-se que aproximadamente 70% dos casais que participam de uma consulta psicológica consigam resolver seus conflitos.

O que acontece com os 30% restantes? Esse percentual de falha quase sempre se refere a casais que fizeram terapia quando já estavam em sua fase final e o término era iminente.

Nos casos em que a terapia de casal é assumida como a última tentativa de salvação, é difícil obter bons resultados, porque normalmente essas pessoas carregam consigo uma relação contaminada de más experiências e situações complicadas que dificultam sua reconstrução.

Quando falta amor, surgem interesses conflitantes ou simplesmente cada um estabelece objetivos diferentes dos do parceiro, é difícil salvar o relacionamento.

No entanto, devemos ressaltar que a grande maioria dos casais que frequentam regularmente a terapia de casal, experimenta uma melhora em seu relacionamento. Embora seja recomendável que você vá assim que notar seus primeiros conflitos, isso aumenta a taxa de sucesso terapêutico e diminui as chances de ruptura.

(Fonte Original: rinconpsicologia.com )
*Texto traduzido e adaptado por Naná cml da equipe Fãs da Psicanálise.

*Texto traduzido e adaptado com exclusividade para o site Fãs da Psicanálise. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Compartilhar

RECOMENDAMOS




Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here