Atualmente,  os terapeutas se deparam de forma crescente com demandas de relacionamentos desgastados e com dificuldades em seus consultórios, além de rompimentos como conseqüência das expectativas frustradas entre as partes nas relações amorosas.

Muitos dizem que relacionamentos são complicados ou que as pessoas são complicadas, mas a solução pode ser mais simples do que se imagina e às vezes temos dificuldades para visualizá-la.

Abrir mão de expectativas é desapegar-se e é um exercício necessário para que você consiga perceber a situação com maior clareza, sem as distorções criadas por nossos sentimentos e emoções.

É claro que não é fácil desapegar-se, mas pense que você está limpando um local sujo e desorganizado. Comece aos poucos, abrindo as janelas, limpando e organizando cada parte do ambiente. Quando você olhar para o todo, verá que belo trabalho fez.

A compreensão dessa necessidade é o primeiro passo para iniciar o processo de mudança.

Você pode amar, admirar, desejar estar junto com seu parceiro, mas mantenha claro que ele possui suas necessidades pessoais e que muitas vezes, sua forma de demonstrar amor e afetividade não é exatamente como a sua. Desse modo, deixe-o livre para expressar-se livremente e sua necessidade de que ele demonstre que gosta de você o tempo todo começará a diminuir e isso fluirá de modo natural na relação.

Leia mais: O que é necessário para manter um relacionamento

Este é um ideal de relacionamento saudável, onde ambos são livres para mostrar quem realmente são e expressar sentimentos espontaneamente. A possibilidade de fazer deste um relacionando duradouro é muito maior.

Inicie o processo fazendo uma análise real do quanto você alimenta esperanças em relação às atitudes do seu parceiro para com você. Essas esperanças são atitudes que realmente o outro teria ou são atitudes que você teria? Pense que as suas atitudes podem não estar necessariamente ligadas ao que você realmente necessita, mas sim às suas carências e apegos.

Lembre – se que um relacionamento não tem a função de nos completar, mas de somar nas nossas vidas, trazendo alegrias e de celebrar e compartilhar nossos momentos.

Quando conseguimos compreender que não temos o direito de esperar determinadas atitudes do outro, passamos a viver relações plenas, onde nossos vazios emocionais não são projetados no nosso parceiro. A partir deste ponto, deixamos de ser pessoas frustradas que esperam que outro resolva as carências que precisam ser resolvidas por nós e mais ninguém.

Leia mais: Os ingredientes fundamentais para o amor maduro – Aaron Beck

Assumir essa postura, é assumir somente a parte que nos cabe sobre a relação e isso nos traz leveza e bem-estar, pois não vão mais existir cobranças descabidas, inseguranças e medos. Pelo contrário, o que passa a existir é maturidade e a sensação de prazer e alegria por estar na companhia do nosso parceiro.

Ressignifique e resgate sua relação! A escolha é sua!!




1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA