“Am I Pretty?” (Eu sou bonita?) é o novo fenômeno no YouTube: inúmeras meninas, muitas delas entre 6 e 10 anos, lançam essa pergunta para os internautas: “Ao me olhar, você me vê como uma pessoa bonita?”.

Se já consideramos isso uma pergunta estranha quando feita por uma pessoa adulta, imagina quando ela é feita por uma menina de 5 anos ou então de 11?

A busca por um ideal de beleza é incansável para muitas mulheres. Se estamos acima do peso, nos sentimos mal por não termos o corpo de praia. Se estamos abaixo, somos anoréxicas. Preciso perder peso em X dias. Preciso usar aquela receita pra secar a barriga. Preciso ter o nariz perfeito.

Leia mais: Veja 37 segundos desse vídeo e entenda porque o padrão de beleza é ridículo

Tenta-se diariamente satisfazer uma onda de informações que bombardeia mulheres e meninas cada vez mais jovens.

O Youtube é um dos meios principais para esse tipo de informação: tutoriais, dicas, confissões, questionamentos. O bom e o ruim trafegam livremente, aumentando ainda mais as inseguranças de jovens do mundo todo. As meninas não deveria questionar sua aparência negativamente com apenas cinco anos de idade – na verdade, com nenhuma idade.

Essa pergunta existe há anos no vocabulário feminino. Uma pesquisa rápida no Google mostra inúmeros sites de testes para analisar seu rosto, quizzes e vídeos que apenas repetem “Eu sou bonita?” como um mantra de negatividade.

Leia mais: De estrela mirim a jovem com depressão: atriz conta como sofreu com ditadura da beleza em Hollywood

Talvez não nos perguntemos em voz alta, mas ela paira sobre nossas cabeças como uma nuvenzinha negra. E quando vemos meninas tão novas fazendo essa mesma pergunta, não podemos evitar ver nós mesmas nelas, e nos preocuparmos com isso.

Com 11 anos, 8 anos, a última coisa que desejamos que elas pensem é sobre sua aparência. Elas terão os anos futuros para isso, mas neste momento queremos que elas sejam exatamente o que elas são: crianças. Não pequenas mulheres com inseguranças.

Queremos que joguem bola na rua, que brinquem do que elas quiserem e não fiquem olhando para elas mesmas diante do espelho ou questionando sua aparência.

Meninas, vocês são lindas, independente de como são. Coisas como a honestidade, lealdade e a inteligência são imensamente mais importantes do que ter um cabelo sem frizz.

Leia mais: Pare de se comparar! Você é exclusiva!

Sei que anos de doutrinação são difíceis de apagar, mas, se não mudarmos as coisas, cada vez mais meninas – e cada vez mais novas – duvidarão de seu potencial e questionarão quem elas são.

Não é um teste que te dirá o quão bonita você é, mas sim você mesma. Não deveríamos precisar do aval de ninguém para isso, e muito menos de estranhos que não nos conhecem além do que veem. Somos muito mais que isso.

*Texto publicado originalmente por (Gabrielle Souza ) no Site Lado M e reeditado com autorização do administrador

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here