O nosso dia a dia é repleto de situações capazes de nos afetar emocionalmente. Podem nos comover, nos deixar alegres ou tristes e também nos deixar com raiva.

A raiva é um sentimento natural em todos os seres humanos, mas a forma como cada um lida com ela varia muito. Há pessoas que possuem extrema dificuldade de se posicionar em um momento de conflito e de expressar para o outro a sua insatisfação.

A maioria das pessoas acredita que expressar a raiva significa perder o controle. Não é verdade. Conseguir demonstrá-la não significa que precisemos brigar, ofender ou sermos violentos, mas que possamos verbalizar ao outro o nosso desconforto. É importante reconhecer essa emoção e saber expô-la para quem a provocou.

E se eu me calar?

A dificuldade de expor ou até mesmo de reconhecer a nossa insatisfação gera uma tensão interna que tende a se acumular, uma vez que não permitimos que ela seja dissipada. Esse processo pode gerar diversos problemas futuros para quem se cala.

Leia mais: Quem te deixa com raiva te domina

Um desses problemas, que é bastante comum, é o surgimento de sintomas psicossomáticos. Ou seja, quando não conseguimos esvaziar esse desconforto interno, o nosso corpo reage. Os sintomas mais corriqueiros são os gastrointestinais (gastrite, úlcera, diarreia…), doenças de pele e pressão alta.

Outro problema importante é que quando há um excesso desses sentimentos para si, provavelmente chegará um momento em que essa raiva será insuportável e haverá uma explosão que, consequentemente, será desproporcional àquilo que a desencadeou.

Leia mais: Emoções indigestas e doenças psicossomáticas

Sérias brigas, mágoas e até mesmo rompimentos podem decorrer desse descontrole. Situações muitas vezes sem volta e que geram arrependimentos futuros. Frequentemente evitamos o confronto com alguém por várias razões que variam entre o medo do embate, insegurança, receio de magoar o outro e medo de ser rejeitado.

Como é possível lidar com essa dificuldade?

O primeiro passo é olhar para si e refletir qual foi o verdadeiro motivo para tamanha raiva. Será que foi a atitude de alguém ou foi a forma como essa atitude refletiu em algum ponto sensível seu?

Quando percebemos que temos motivo para estarmos desconfortáveis com uma determinada pessoa é importante seguir em frente e expressar esses sentimentos. Conseguir verbalizar aquilo que sentimos sem medo da rejeição é um importante aprendizado e crescimento pessoal.

Leia mais: Aprenda a identificar e gerenciar suas próprias emoções e as emoções dos outros

Portanto, pare, reflita e se pergunte o que te incomodou tanto na atitude do outro! Qual é a melhor forma de expor a sua raiva?

Conseguir expressar suas opiniões e sentimentos promove um forte alívio, pois dissipa toda a tensão e angústia acumuladas. Esse alívio se reflete diretamente no seu bem estar e na sua auto estima. Você se sentirá cada vez mais seguro para seguir adiante e viver mais honestamente as suas relações.

(Autora: Viviane Lajter Segal – Psicóloga Clínica e Especialista em Terapia de Família e Casal pela PUC-RJ )
(Fonte: acaminhodamudanca.wordpress.com)
* Texto publicado com a autorização da administração do site

Compartilhar
Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.



SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA