Dizer que o estresse e a ansiedade afetam as mulheres diferentemente do que os homens não é clichê ou exagero. Enquanto somos todos suscetíveis, as mulheres são mais sensíveis e mais relutantes em admitir que algo está errado ou que a vida às vezes exige mais de nós do que podemos dar.

De acordo com a Associação Americana de Psicologia, as mulheres têm até 28% mais probabilidade de sofrer estresse, ansiedade e até depressão do que os homens.

Um padrão biológico que nos torna mais sensíveis a esses eventos muitas vezes se esconde por trás desses dados. No entanto, os psicólogos nos lembram que o papel da mulher no mundo de hoje coloca um pouco de peso em seus ombros.

Muitas vezes combinamos o trabalho profissional com o cuidado da família. Então, trabalhar dentro e fora da casa, junto com as muitas pressões da sociedade, nos faz sentir como se tivéssemos chegado ao fim da nossa energia.

Agora, há outro aspecto que não podemos negligenciar.

É verdade que as mulheres são mais sensíveis ao estresse e à ansiedade, mas os homens são os que mais agem e sofrem impacto na forma de ataque cardíaco. Todos nós devemos estar conscientes dos sinais. No entanto, hoje, o Fãs da Psicanálise de fornecer a você cinco diretrizes básicas para melhor controlar o estresse e a ansiedade se você for mulher.

1. Lembre-se: você não precisa provar nada para ninguém
As mulheres têm níveis mais elevados de estresse devido às suas responsabilidades no trabalho. Quer acreditemos ou não, o sexismo ainda existe em nossa sociedade. Muitas mulheres são forçadas diariamente a provar que podem fazer o mesmo trabalho e assumir a mesma responsabilidade que seus colegas homens.

Da mesma forma, uma grande porcentagem deles também faz malabarismos para cuidar de seus filhos, descobrindo horários, cumprindo obrigações familiares, mantendo uma vida social e realizando tarefas domésticas… Não é fácil, especialmente porque a ideia de que devemos ser capazes de fazer tudo para todos é tão comum.

Leia Mais: Brasil é o país com maior casos de ansiedade no mundo

Assim, é sempre uma boa ideia lembrar e refletir sobre os seguintes aspectos.

Não há razão para provar obsessivamente que somos igualmente ou mais competentes que nossos colegas homens. A melhor coisa a fazer é se concentrar em fazer as coisas como você sabe, como exige a sua posição, e sempre dando o melhor de si mesmo. Não tente se comparar a ninguém, encontre sua própria excelência e se sentirá muito melhor.

2. Lembre-se de suas prioridades; elas podem não ser as mesmas que as dos outros
O mundo nos diz para irmos rápido, sermos perfeitos, sermos bem-sucedidos, atingirmos nossos objetivos, sermos uma boa mãe, uma boa filha, uma excelente esposa e uma melhor amiga. Ok então… o que você quer?

Vivemos em uma sociedade que agora nos diz o que devemos ser e o que é esperado de nós apenas por sermos o gênero que somos.

Livrar-se dessas cadeias sociais, dos estereótipos e dos preconceitos que nos colocam em caixas não serão fáceis. Por outro lado, fica claro que muitas dessas ideias estão sendo derrubadas pouco a pouco: a mulher está sendo fortalecida, subindo na sociedade e ocupando mais espaços públicos, encontrando sua voz e deixando para trás as ideias antiquadas sobre gênero. Mas tudo isso está acontecendo do lado de fora… O que você está fazendo no interior, em sua casa, em seu ambiente específico?

Você deve ser capaz de se priorizar de vez em quando, se quiser controlar melhor o estresse e a ansiedade. Fazer o que você realmente quer em vez do que os outros esperam de você é a verdadeira chave para o bem-estar emocional e psicológico.

3. Passar tempo com suas amigas é uma ótima maneira de combater o estresse e a ansiedade.
A amizade entre mulheres não é apenas parte da nossa socialização. É terapêutico, saudável e muito bom para sua saúde emocional. Estar com seus amigos em uma base regular é uma maneira maravilhosa de lidar com o estresse, colocar seus problemas em perspectiva, desligar seus medos e ansiedades e acabar com seus pensamentos obsessivos ou cíclicos.

Não hesite em dizer “sim” a essa noite, “sim” a uma boa xícara de café com velhos amigos.

4. Dizer “não posso mais” não é igual à fraqueza
No mundo de uma mulher, a frase “eu não posso”, “isso não funciona para mim” ou “eu gostaria de focar em mim agora” quase parece proibido. É como se dizer em voz alta prejudicasse alguém ou desapontasse o mundo de forma irreversível. Mas lembre-se: um “não” a tempo salva vidas, melhora sua saúde, evita o que você não quer e permite que você desfrute do bem-estar mental.

Atreva-se a colocar isso em prática.

5. Respire fundo, tudo vai ficar bem.
Quando você acha que atingiu seu limite, quando o estresse está saindo de seus ouvidos e a ansiedade está fazendo seu coração bater no peito, siga estas diretrizes simples:

– Inspire profundamente: observe sua barriga se expandir.
– Segure o ar por 4 segundos.
– Expire pela boca por 6 segundos.

Agora diga as seguintes palavras em voz baixa para si mesmo:
“Tudo vai ficar bem, confie em si mesma. Eu sou forte, estou em paz. Estou equilibrada e as coisas vão melhorar!“

(Fonte Original: steptohealth)
*Texto traduzido e adaptado por Carolina Marucci, da equipe Fãs da Psicanálise.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here