A psicanálise toma como base os trabalhos de Sigmund Freud, seu fundador. Em 1900, ele escreveu o famoso livro “A Interpretação dos Sonhos”, no qual o autor desenvolve a tese de que todo sonho pode ser interpretado e que ele serve como porta principal de acesso ao inconsciente. “Ele mostra que, sob a sua fachada, muitas vezes absurda, existe um sentido, que lógica e emocionalmente, nada tem de absurdo”, relata a Dra.

Ilana Waingort Novinsky, membro associado da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo. Partindo deste princípio, a psicanálise, ao longo de mais de um século de existência, apontou diferentes visões e interpretações para os sonhos, levando em consideração a prática clínica e inúmeros desenvolvimentos teóricos.

Segundo Ilana, não existe apenas um tipo de sonho. “De acordo com Gustav Jung, discípulo de Freud que criou uma teoria psicológica própria e que dedicou-se muito ao estudo dos sonhos, podemos falar em quatro tipos, que se baseiam na relação entre o consciente e o inconsciente” menciona.
– O primeiro indica um tipo de sonho tipicamente consciente, de um evento ou situação vivido no dia anterior.
– O segundo advém de um conflito entre a posição do consciente e a posição do inconsciente.
– O terceiro significa a forma com que determinados conteúdos inconscientes interferem na consciência, a fim de modificá-la.
– O quarto é mais raro, são os chamados de ‘grandes sonhos’.

Eles servem de orientação para toda uma fase da vida da pessoa e incluem os sonhos de infância e também os decisivos.

Focaremos aqui apenas o parecer da psicanálise acerca dos sonhos recorrentes. Aqueles que temos de tempos em tempos. O que eles querem nos dizer?

Sonhos recorrentes são alertas do inconsciente quanto à necessidade de resolver algo interno (com repercussão externa). É a forma do si-mesmo, via inconsciente, enfatizar um problema não resolvido, um padrão de comportamento não superado, uma situação que está sendo evitada ou alguma coisa ainda não aprendida. Quando isso ocorre, a pessoa terá sonhos contendo sempre os mesmos elementos simbólicos.

Um sonho recorrente pode nos dizer que existem situações emocionais importantes – de repente desde a infância ou adolescência – que à época não conseguimos racionalizar, elaborar, superar… e por isso não a resolvemos internamente.

Por isso, sempre que acontece algo que inconscientemente nos remete aquela situação, nossos sonhos reaparecem para nos alertar de que precisamos voltar aquele ponto para só depois seguir adiante. Pode ser uma experiência de abandono, de agressão, ou de culpa, por exemplo.

Os 8 Sonhos recorrentes que você deve levar a sério:

1 – Sonhar que está caindo – Segundo Ian Wallace, psicólogo, sonhar que estamos caindo simboliza o medo de perder o controle. No entanto, existem coisas em nossa vida que são impossíveis de controlarmos. Por isso, é importante fazer uma reflexão a respeito de que área da sua vida (trabalho, relacionamentos, finanças, saúde etc.) você sente que está vulnerável ou reprimido.

Segundo a ciência, sonhar que estamos caindo acontece à medida que mergulhamos no sono, o sistema nervoso começa a se acalmar, pressão arterial e batimentos cardíacos diminuem e o cérebro, percebendo essas mudanças, pode interpretá-las como perigo, lhe fazendo acordar.

2 – Dentes caindo – Nosso subconsciente interpreta os dentes como uma arma, indicando força. Sonhar que seus dentes estão caindo pode acontecer porque você pode ter se sentido desarmado/indefeso recentemente no mundo real, conforme explica Penney Peirce. A especialista em sonhos, Patricia Garfield, também diz que sonhar com queda de dentes pode significar raiva reprimida. Talvez esteja na hora de você se livrar de sentimentos negativos.

3 – Dar um branco em um exame ou na frente das pessoas – Algumas pessoas sonham que estão prestes a fazer uma prova/exame e, de repente, não se lembram de mais nada ou não conseguem dizer uma palavra durante um discurso em público. Eles acontecem porque você pode ter tido algum estresse um pouco antes de ir dormir ou talvez esteja extremamente preocupado com algo. Se for o caso, tire um momento pra você. É hora de fazer uma viagem sozinho para uma lugar silencioso.

4 – Roupas inadequadas ou ausência delas – No sonho, você aparece em um local público completamente pelado ou usando roupas inapropriadas. Quando esses sonhos acontecem, é importante nos atentarmos aos sentimentos que experienciamos neles. Estes tipos de sonho, geralmente, são seguidos por um sentimento de vergonha e constrangimento.

“Isso significa que você se sente vulnerável em seu novo emprego ou em seu novo relacionamento e tem medo de que os outros aprendam sobre suas fraquezas e desvantagens”, afirmou Wallace. No entanto, se ao invés destes sentimentos, você sentir orgulho de si mesmo, aí a história muda de rumo. Talvez, você esteja sentindo falta de reconhecimento sobre seus talentos e personalidade.

5 – Ser perseguido ou importunado – “Pessoas que tendem a evitar conflitos, que têm medo de irritar as pessoas ou causar problemas, terão sonhos recorrentes de que estão sendo perseguidas”, afirmou Lauri Loewenberg, especialista no campo dos sonhos. Por isso, é importante prestar atenção naquilo que está lhe perseguindo. Eles, comumente, simbolizam um sentimento desagradável ou uma situação na qual você tenta não pensar na vida real.

6 – Catástrofes ou apocalipses – Estes sonhos podem indicar problemas pessoais que ficaram fora de controle ou são resultado de se sentir ameaçado(a) por algo. Obviamente, os noticiários sobre catástrofes e atentados terroristas contribuem e pioram toda a situação. Como resultado disso, nós acabamos nos sentindo vulneráveis no mundo moderno.

7 – Estar atrasado – Quem nunca sonhou que estava correndo atrás de um ônibus ou trem partindo, ou ainda que estava atrasado para uma reunião importante? Segundo Michael R. Olsen, este tipo de sonho pode simbolizar o medo de perder algo muito importante, como seu relacionamento ou a educação de seu filho, por exemplo.

Se você estiver sobrecarregado e não tiver muito tempo para realizar suas atividades na vida real, seu subconsciente pode estar lhe alertando que talvez seja o momento de você reavaliar seu dia a dia e encontrar tempo para as coisas que lhe são realmente importantes.

8 – Com ferimentos ou morte – Sonhar com pessoas queridas doentes ou morrendo do ponto de vista da psicologia não é tão ruim assim. Eles podem estar nos mostrando sobre nosso medos do futuro e das mudanças inevitáveis, que acontecem com aqueles ao nosso redor. Quando sonhamos que estamos morrendo, isso pode significar que algo em nós está morrendo e ficando no passado, dando espaço para algo novo.

Fontes pesquisadas: A interpretação dos sonhos – de Sigmund Freud; Os significados dos sonhos para C. G. Jung; A psicologia e os sonhos

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

1 COMENTÁRIO

  1. Jung não foi discípulo de Freud, como diz o texto. Ele já era psiquiatra e se interessou pelo trabalho de Freud, corresponderam-se e tornaram-se amigos próximos por alguns anos, mas tinham linhas de pensamento diferentes. Jung desenvolveu a sua riquíssima e complexa Psicologia Analítica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here