A impressão de que se é um fantasma, que você passa e ninguém olha, que você fala e ninguém esculta, que suas decisões nunca são as escolhidas. O incômodo é maior pois o tempo passa e parece que você ficou aquém e não caminhou junto dos acontecimentos. Segundo a psicanalista Natthalia Paccola “a dinâmica da sua vida é paralela ao resto da multidão, pois ela passa e ninguém vê”.

O que faz uma pessoa ser notada e outras não? Por qual motivo você tem se sentido uma pessoa invisível? Desde quando? Perceba, se sentir “um nada”, é muito frustrante pois você acaba achando que não faz diferença no mundo e a depressão pode chegar. O fato é que sempre há outras vozes e esse costume de não ser ouvido faz com que você acabe aceitando que falem por você.

O que fazer?

Você já reparou que existem pessoas que parecem ter um gavião dentro delas? Pois é, elas têm uma postura impecável, não deixam os ombros caídos, o peitoral está sempre aberto e quando falam todos escutam. Não pense que é por acaso, para elas serem deste modo, aprenderam a dar valor para quem são e porque estão onde estão.

Mas tem um segredo que passa despercebido e pode ser resumido em uma palavra: Assertividade! Sim, um modo de se comunicar que manifesta ideias com propriedade, emoção e ainda defende direitos. Não confunda assertividade com a agressividade, pois não é preciso impor através da dor, da intolerância, da chantagem. A assertividade coloca pontos de um discurso de forma clara, objetiva e consciente, para que todos entendam. Isso é a máxima da clareza de pensamento. A pessoa sabe o que vai falar pois domina em si: pensamentos e emoções.

Como ser assertivo?
Primeiro pense em você, qual o papel que desempenha perante a sua comunidade, a sua família, seus funcionários, o local em que trabalha. Veja que você tem um papel ali, que você preenche um espaço. Saiba exatamente o que você está fazendo neste local, quem é você e o que você espera de si. Depois observe como as pessoas seguras se comunicam: de forma objetiva, calma e clara, e isso requer prática.

Através da prática ganhamos autoconfiança e o medo de falhar fica menor pois, às vezes, você passou tanto tempo calado, que esse é um modo de buscar ficar protegido. Isso é uma ilusão, você na verdade está se escondendo não só do mundo e sim de você mesmo. Está na hora de acordar e se fazer notar.

Leia Mais: O medo de enxergar a verdade provoca a força da ignorância

Natthalia Paccola dá 7 dicas para ser mais assertivo:

1– Reveja sua realidade: em que situações você não consegue fazer aquilo que deseja? Como você poderia fazer para mudar esta situação?

2– Treine a sua comunicação: de início, passe a falar em primeira pessoa, por exemplo: “eu acho, eu acredito, eu sinto…”

3– Ouça com respeito o que os outros dizem, mas manifeste o que você pensa sobre o assunto. para isso você precisa saber sobre o que está sendo dito, leia, pesquise, converse, não adianta apenas falar besteira, tenha sua opinião mas com dignidade. Não é necessário ser agressivo nem gritar, sempre respeite a vez e as ideias dos demais.

4– Se você fica muito inseguro, você pode andar com uma folha de papel e um lápis junto de você, principalmente durante uma reunião. Anote suas ideias e opiniões, leia para você e depois fale em voz alta. Esse é um treino, logo não será mais necessária.

5– Respeite o seu “NÃO”: você tem poder de escolha, dizer “não” é se respeitar e fazer com que os outros vejam seus limites e lhe respeitem também.

6– Peça o que precisa, diga o que pensa e expresse o que sinta. Lembre-se de que se os outros fizerem as coisas por você, você não estará vivendo a sua vida.

7– Se dê valor, olhe-se no espelho e veja quem é, suas qualidade, agradeça por ter a oportunidade de viver, por ter tudo o que a vida já lhe ofereceu e acredite em você mesmo. Todo dia se olhe no espelho e dê o seu melhor sorriso, não há outra pessoa como você em lugar algum do universo.

*Percebe que você pode ganhar voz ativa e não precisa mais se sentir invisível? Depende só se você! Não adianta responsabilizar as outras pessoas por não te ouvirem se você não se manifesta. Comece aos poucos, se respeitando e caso esteja com muita dificuldade, a ajuda da psicoterapia é sempre bem vinda.

Imagem: Jon Ly

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here