Firmeza é uma grande qualidade e recebe destaque na literatura sagrada do yoga como sendo essencial para o progresso. Firmeza significa que você sabe o que quer, sabe o que precisa expressar e não vai abrir mão disso. Firmeza significa ser fiel ao seus valores e objetivos intrínsecos e não ser influenciado por questões superficiais.

Nada de bom na vida será conquistado sem firmeza. E as melhores coisas na vida são atingidas quando acompanhadas de anos ou décadas de firmeza no intento e prática. Certamente é impossível avançar em yoga, no caminho de auto-aprimoramento e autorrealização, sem total firmeza.

Mas isso não leva a rigidez? Não leva a ser inflexível diante das situações fluídas da vida? Não leva a ser duro demais consigo mesmo e os outros ao seu redor? O segredo está em entender a diferença entre forma e conteúdo.

A firmeza está no propósito, nos valores, ou seja, no conteúdo. A forma como se expressar pode e deve ser flexível. Isso significa que você nunca deve abrir mão de seus valores e nem sequer deve fazer algo que não está alinhado com seu dharma, com seus objetivos intrínsecos. Mas como vai exercer esta estratégia se está completamente aberto?

Ao expressar sua firmeza, priorize o bem-estar dos outros ao seu redor, o seu bem-estar e quaisquer considerações práticas que a realidade está lhe trazendo, nesta ordem. Uma das qualidades do yogi é que ele é “amigo de todos”, Krishna explica na Bhagavad-gita. Busque sempre a expressão fiel de seu dharma, com firmeza, mas de forma que não agride os inocentes. Não podemos ferir o dharma, ao ser fiel ao nosso dharma.

Neste sentido eu gosto de lembrar um ensinamento básico do Taoísmo. Eu iniciei minhas investigações sobre a vida espiritual no Taoísmo e depois fiz muitos anos de Tai Chi. Eu logo aprendi a sentir o fluxo da vida (o tao) e saber navegá-lo com fluidez. O exemplo clássico é da folha correndo córrego abaixo. A folhinha, ao esbarrar na pedra, não tenta atravessar a pedra, senão que dá a volta e segue facilmente em seu caminho. Mantendo-nos fieis ao nosso dharma, devemos seguir o exemplo da folhinha.

Título original: “Como ter firmeza sem rigidez? Como manter-se fiel ao seu propósito, sendo sensível e flexível? Há um equilíbrio a ser conquistado. Vamos entender aqui como é feito.”

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Giridhari Das
mestre espiritual brasileiro e autor de livros de auto-aprimoramento e autorrealização em yoga. Seus ensinamentos podem ser vistos em palestras, livros e vídeos gratuitos na internet e ao vivo no Yoga Resort e Fazenda Retiro que fundou na Chapada dos Veadeiros, o Paraíso dos Pândavas. O foco de seus conhecimentos é o Caminho 3T, onde ele transmite centenas de dicas, fatos e técnicas testadas pelo tempo e confirmadas pela ciência para o autoaperfeiçoamento.Seus ensinamentos podem ser encontrados em seu site, através de seus vídeos, frases no Instagram e livros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here