É hora de deixar de ser tão duro consigo mesmo. É hora de começar a ser mais suave com seu ser e seu coração. É hora de perceber que você não terá todas as respostas, nem deve ter. É hora de perceber que viver uma vida que você nunca desejou, não significa que você falhou, significa que está vivendo seu propósito, seja aquele que já conhece ou o que está prestes a descobrir.

É hora de parar de comparar sua vida com a de outras pessoas que parecem ter entendido tudo, porque talvez haja algo substancial do caos em sua vida. Talvez seja assim que você mudará o mundo. É hora de parar de se repreender por seus relacionamentos fracassados, suas escolhas de amores ruins e as rejeições que enfrentou. É hora de recordar que é assim que o amor funciona nestes tempos, as pessoas namoram e se machucam. As pessoas não saboreiam a intensidade ou o significado profundo do amor como costumavam fazer. As pessoas são mais guardadas e mais egoístas, e vai demorar um pouco para corrigir isso.

Serão necessários muitos testes e erros para saber o que você está procurando. Vai demorar muito. Você não está “condenado” ou “amaldiçoado”, apenas porque ainda não encontrou amor, você está simplesmente no processo de eliminação até encontrar um vencedor.

É hora de parar de se sentir culpado por fazer o melhor para si mesmo. É hora de parar de negar-se tantas coisas para não ofender ou chatear as pessoas. É hora de viver por si mesmo e fazer o que faz seu coração feliz. Você tentou manter todos felizes, até se dar conta de que é o único a desmoronar ao fazê-lo. É hora de aprender que nem sempre pode ser o amigo perfeito, o parceiro perfeito ou o filho perfeito. É hora de estar bem com o fato de ser falho e cometer erros.

Se você quer que as pessoas sejam mais suaves com você, precisa ser mais suave consigo mesmo. Você não pode ser seu próprio pior inimigo e esperar que o mundo esteja do seu lado. O mundo já é difícil para você. Está constantemente testando-o e desafiando. Na verdade, não se importa se estiver cansado ou tendo um dia ruim. Simplesmente continua.
Mas se você não sabe como ser compassivo e paciente consigo mesmo, vai parar no meio do caminho. Não poderá terminar a corrida. Não poderá apreciar sua jornada.

Aprender que a indiferença lhe dará satisfação temporária porque é de curta duração. Mas a compaixão vive para sempre. Aprender a ser mais suave será a sua graça salvadora, quando o mundo virar as costas para você.

(Fonte: thoughtcatalog)

*Tradução equipe Fãs da Psicanálise.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Fãs da Psicanálise
A busca da homeostase através da psicanálise e suas respostas através do amor ao próximo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here