E quando perdoou o que para ela parecia imperdoável, foi curada de suas dores. Percebeu que a mágoa e o rancor eram pequenas doses de veneno que ela tomava todos os dias… E decidiu não mais seguir assim.

Precisou mudar suas atitudes e escolhas, perdoou! Foi desafiante, mas imediatamente se despediu de suas dores, companhias indesejáveis que a perseguiam e pode optar por ser feliz.

Hoje, livre e curada na medida certa, ela esbanja felicidade, seja jogada no sofá vendo sua série preferida, ou simplesmente tomando aquele delicioso café que ela tanto ama.

Ela nem se deu conta de como isso teve efeito rápido em sua rotina e na de quem ela convive. Aprendeu a valorizar as coisas simples da vida e a seguir seus instintos. Entendeu que eles algumas vezes, acertam!

Aprendeu que na vida e no amor não existem respostas prontas e sim, constantes indagações onde uma vez ou outra, alguém tem aquela resposta que agradará seu coração, ou não, mas, tudo bem!

Ela está feliz com as pequenas coisas e elas, sempre existirão. Isso é o que faz a vida ser tão bela, onde quase nada é definitivo. Compreendeu que suas escolhas podem ser assertivas. Sabe que tudo pode ser mudado, melhorado e conquistado.

Ela agora está em paz com suas conquistas. Ainda são pequenas, mas trouxeram grandes mudanças. E o amor pelo seu café, ah… Esse continua sendo seu doce momento. Entendeu que tem um caso de amor irremediável por ele.

Compartilhar

RECOMENDAMOS



Layde Lopes
Assistente Social por formação, psicanalista por vocação, coach por opção, practitioner em PNL por missão e escritora por paixão. É colunista do site Fãs da Psicanálise.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here