Cara, você demorou para aparecer! Tem um monte de nomes, tem apelidos, tem pra cada pessoa, mas esse foi escolhido parece que especialmente pra mim. São mais de vinte anos tomando essa caixinha de tarja vermelha. Parece que vou carregá-lo para a vida inteira, mas pelo menos espero estar com a vida completa pela felicidade que ele me deu desde o início do tratamento.

Lembro que minha psiquiatra disse que quando fizesse efeito, eu iria abrir as janelas e ver passarinhos cantando… Droga, eu nunca vi esses malditos passarinhos! Mas eu estava liberto! Paciência, gente! Mas eu to mal, triste, sem forças, vazio, quero morrer e ainda tenho que esperar? Como assim?

Imagine que seu cérebro está em um baile funk daqueles tocando vários pancadões – nada contra o funk, por favor, e coloquemos uma ópera dentro do seu cérebro. O que vai acontecer? Será que a orquestra vai se acostumar de primeira? Difícil, viu? Semanas, meses… E às vezes o bendito não faz efeito. O médico tem que trocar e vem mais paciência. Comigo foi de primeira. Sorte, não é? Eu acredito. Tirou-me de uma fossa absurda e de uma ansiedade grande junto com outros medicamentos. Mas aqui eu vou falar é desse amiguinho que agradeço muito por existir e que me fez parar de chorar.

O começo do tratamento é triste e pra quem já está triste, dá vontade de perguntar pro médico: você tá de brincadeira, não é? Lembro que tive muitos pesadelos, tonturas… Até a ópera tocar com maestria! Só tem um detalhe: eu ainda ouço funk de vez em quando, porque depressão é uma doença cruel! Ontem eu acordei com uma tristeza absurda e não sabia de onde vinha e por que… Fui ao shopping e comprei uma barra de chocolate! Vocês acreditam que a tristeza foi embora? É sempre bom ressaltar que depressão não é só tristeza. Mas vai ser difícil você encontrar um depressivo feliz.

Beleza, tomar anti-depressivo parece ser a melhor coisa do mundo pela minha narrativa. Claro que não! Vamos falar de efeitos colaterais que mais mexem com a gente? Hum… Engordar! Eu engordei bastante. Mas faz parte do tratamento e se você fizer direitinho, pode muito bem fazer exercícios físicos quando sua depressão dar uma acalmada. Eu sei que é chato fazer exercícios, mas faz uma caminhada pela sua rua, pelo menos! É interessante uma reeducação alimentar. Não sei se todos os anti-depressivos engordam, pois essa é uma experiência pessoal. Consulte seu médico!

Vamos falar de… Sexo? Ouço muita gente dizendo que a libido foi pro ralo. Sim, anti-depressivo diminui a libido. Mas não tira ela totalmente. No meu caso foi interessante, eu tive que reeducar a minha sexualidade. Como assim? É trágico se não fosse cômico, você, sem parceira, se masturbando, cansado porque não chega ao orgasmo. Você se sente um inútil e quer largar tudo? Eu te entendo, cara. Mas masturbação não é a mesma coisa que o sexo com uma mulher que você ama e que vai entender essa situação.

Deixa de ser machista e conta pra sua mulher que você tem esse problema. Você vai gozar, acredite! Pelo que eu relatei com antidepressivos, para as mulheres é pior. Bem, mas não posso afirmar com precisão. Já tive vida sexual ativa e às vezes recorro a masturbação quando não tenho uma companheira. Demoro a gozar? Sim. Mas gozo. É interessante você, como eu disse reaprender a usar a sua sexualidade. Praticar e nunca deixar de amar o seu corpo!

Outra coisa essencial é a nossa querida terapia de toda semana, você tem feito? Porque é muita gente bancando o terapeuta pela internet e achando que sabe tudo sem saber. Se o terapeuta não te ajudar com os remédios e efeitos – coisa mais adequada ser um psiquiatra, o terapeuta vai te ajudar nessa viagem de descoberta do seu corpo, neutralizar pensamentos negativos e fazer você ver que o antidepressivo não é um “bicho-de-sete-cabeças”.

Vai em frente e se trate, pois a depressão é uma doença muito séria e cada vez acomete pessoas ao suicídio.

Compartilhar

RECOMENDAMOS


Daniel Velloso
É escritor, estudante de Psicologia e é colunista exclusivo do site Fãs da Psicanálise.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here